Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Enxaqueca: causas e remédios caseiros para combatê-la

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

A enxaqueca é um distúrbio neurológico que, segundo estimativas, atinge entre 15% e 20% da população.

Os sintomas são extremamente desagradáveis, como forte dor de cabeça, sensibilidade à luz, náuseas e ondas de calor nos olhos.

A dor da enxaqueca normalmente começa de repente.

É sempre acompanhada por sintomas visuais, neurológicos e/ou gastrintestinais.

Ela pode começar em qualquer idade.

E desaparece geralmente depois dos 50 anos.

É mais comum em mulheres.

E pode ser hereditária.

As causas, além do fator hereditariedade, podem ser:

– estresse

 -ansiedade

– hormônios

– problemas de visão

– ingestão de álcool.

– má alimentação 

– alergia alimentar

– insônia

– fatores ambientais

Existem bons tratamentos naturais para enxaqueca.

Destacamos para você, leitor(a), os seguintes:


Gengibre: tem propriedades anti-inflamatórias e analgésicas.

Por isso é muito bom para combater a enxaqueca.

Prepare um chá colocando para ferver um pedaço (2 cm) de raiz de gengibre em uma xícara de água.

O gengibre também é ideal para combater dores de cabeça comuns.

Além de ser muito bom para tratar enjoos.

Camomila: ajuda a evitar as crises.

Para fazer o chá, use 1 colher (sopa) de camomila seca para meio litro de água fervida.

Deixe repousar por 10 minutos e acrescente algumas gotas de limão na hora de tomar.

Tanaceto (Tanacetum parthenium): esta erva ajuda a prevenir o surgimento das e alivia os sintomas. 

Adicione 4 colheres (chá) da erva em 1 litro de água fervida.

Espere esfriar e beba até 4 xícaras por dia.

Aromaterapia: os óleos essenciais de lavanda, hortelã-pimenta, camomila, manjericão, alecrim e erva-cidreira são excelentes para aliviar os sintomas da enxaqueca.

Misturar até três desses óleos ou mesmo use apenas um.

Adicione 6 gotas (no total) em um copo de água e aplique com um pano limpo na cabeça e no pescoço.

Você também pode ferver a água e adicionar gotas de um ou mais óleos e, em seguida, inalar os vapores.

Sal do Himalaia e limão: Esta receita é uma dica do livro “The Ultimate Healing System: The Illustrated Guide to Muscle Testing & Nutrition”, do dr. Donald Lepore.

O sal do Himalaia é vendido em lojas de produtos naturais, delicatessens e em bons supermercados.

Esprema o limão e adicione meio copo de água. 

Depois, coloque as duas colheres (chá) de sal do Himalaia, mexa bem e tome na hora. 

Essa bebida é para ser tomada durante a crise de enxaqueca e é mais eficiente quando ingerida no início da crise. 

A maioria sente grande e imediato alívio da dor e, se for tomada logo no início, como recomendamos, a crise é abortada.

Hipertensos, por precaução, não devem fazer esta receita ou, antes, perguntar ao médico se podem consumir sal do Himalaia.  

A enxaqueca é um distúrbio neurológico que, segundo estimativas, atinge entre 15% e 20% da população.

Os sintomas são extremamente desagradáveis, como forte dor de cabeça, sensibilidade à luz, náuseas e ondas de calor nos olhos.

A dor da enxaqueca normalmente começa de repente.

É sempre acompanhada por sintomas visuais, neurológicos e/ou gastrintestinais.

Ela pode começar em qualquer idade.

E desaparece geralmente depois dos 50 anos.

É mais comum em mulheres.

E pode ser hereditária.

As causas, além do fator hereditariedade, podem ser:

– estresse

 -ansiedade

– hormônios

– problemas de visão

– ingestão de álcool.

– má alimentação 

– alergia alimentar

– insônia

– fatores ambientais

Existem bons tratamentos naturais para enxaqueca.

Destacamos para você, leitor(a), os seguintes:


Gengibre: tem propriedades anti-inflamatórias e analgésicas.

Por isso é muito bom para combater a enxaqueca.

Prepare um chá colocando para ferver um pedaço (2 cm) de raiz de gengibre em uma xícara de água.

O gengibre também é ideal para combater dores de cabeça comuns.

Além de ser muito bom para tratar enjoos.

Camomila: ajuda a evitar as crises.

Para fazer o chá, use 1 colher (sopa) de camomila seca para meio litro de água fervida.

Deixe repousar por 10 minutos e acrescente algumas gotas de limão na hora de tomar.

Tanaceto (Tanacetum parthenium): esta erva ajuda a prevenir o surgimento das e alivia os sintomas. 

Adicione 4 colheres (chá) da erva em 1 litro de água fervida.

Espere esfriar e beba até 4 xícaras por dia.

Aromaterapia: os óleos essenciais de lavanda, hortelã-pimenta, camomila, manjericão, alecrim e erva-cidreira são excelentes para aliviar os sintomas da enxaqueca.

Misturar até três desses óleos ou mesmo use apenas um.

Adicione 6 gotas (no total) em um copo de água e aplique com um pano limpo na cabeça e no pescoço.

Você também pode ferver a água e adicionar gotas de um ou mais óleos e, em seguida, inalar os vapores.

Sal do Himalaia e limão: Esta receita é uma dica do livro “The Ultimate Healing System: The Illustrated Guide to Muscle Testing & Nutrition”, do dr. Donald Lepore.

O sal do Himalaia é vendido em lojas de produtos naturais, delicatessens e em bons supermercados.

Esprema o limão e adicione meio copo de água. 

Depois, coloque as duas colheres (chá) de sal do Himalaia, mexa bem e tome na hora. 

Essa bebida é para ser tomada durante a crise de enxaqueca e é mais eficiente quando ingerida no início da crise. 

A maioria sente grande e imediato alívio da dor e, se for tomada logo no início, como recomendamos, a crise é abortada.

Hipertensos, por precaução, não devem fazer esta receita ou, antes, perguntar ao médico se podem consumir sal do Himalaia.  

DEIXE SEU COMENTÁRIO