Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Economize com verduras… Aqui lhe ensinamos como cultivá-las na sua própria casa sem nenhum agrotóxico!

Que tal parar de comprar alguns legumes e considerar a ideia de plantá-los em sua própria casa?

As vantagens é que você poderá consumi-los fresquinhos e sem agrotóxicos.

Sem falar que esta é uma alternativa mais econômica.

Se sua preocupação é o pouco espaço que tem, não há problemas!

Alguns vegetais não precisam de muito espaço nem de tanto cuidado.

Tudo o que você precisa oferecer é a luz do sol e água.

Veja a lista que separamos, para você, de alguns vegetais que se dão bem me pequenos vasos:

1. Alface

Plante a muda (a parte inferior, da raiz) num jarro e coloque em local que receba a luz do sol quase o dia todo, como janela ou varanda.

Não deixe que a planta cresça em excesso para que o sabor não fique muito amargo.

2. Manjericão

Plante o ramo num copo com água.

Só depois que ficar maior, coloque-o num vaso.

Regue bem, pois o manjericão exige muita água.

3. Cenoura

Procure plantar numa estação mais fria.

Plante a cenoura (a parte de cima, a que não comemos) num recipiente pequeno e, quando a raiz começar a se espalhar, transfira para um pote maior.

Não demorará muito para que você tenha muitas cenouras em casa.

4. Coentro

Plante num copo com muita água.

Quando a raiz ficar bem desenvolvida, transfira para um vaso com terra úmida o suficiente.

5. Cebola

Basta plantar a parte de cima e regar bem.

Em algumas semanas, você colherá suas próprias cebolas.

6. Alcachofra

Ela só se desenvolve em temperaturas amenas.

E água e sol é tudo o que essa planta precisa.

Não plante duas alcachofras juntas.

Deve haver no mínimo meio metro de distância entre uma e outra.

7. Aipo

Plante num copo com água e em alguns dias passe para um vaso.

Outras opções de legumes que se desenvolvem facilmente são alho, cebolinha e couve.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

DEIXE SEU COMENTÁRIO

VEJA TAMBÉM