Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

É mentira que 5G destrói a imunidade? Médico afirma que destrói sim

Afinal de contas, a tecnologia 5G destrói ou não a nossa imunidade?

A tecnologia em ascensão que lhe dará a capacidade de baixar um filme em apenas poucos segundos já é uma realidade em vários países.

De carros autônomos a casas inteligentes e cirurgiões-robôs, o 5G é um dos maiores saltos tecnológicos de todos os tempos.

Sensacional, não é?

Nem tanto.

E, por incrível que pareça, nem todo mundo é fã da tecnologia 5G.

Martin L. Pall, Ph.D e professor Emérito de Bioquímica e Ciências Médicas Básicas na Washington State University, nos EUA, não é apenas cauteloso com o 5G.

Ele está completamente chocado com a enorme aceitação dessa tecnologia.

Em maio de 2018, Pall publicou uma visão geral detalhada de sua perspectiva sobre o 5G e por que ele acha que é tão perigoso.

Na reunião “Health in Buildings”, que é patrocinada por organizações importantes como o National Institutes of Health e os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA, Pall apresentou suas evidências para os perigos potenciais do 5G.

Em sua publicação, “5G: Grande risco para a UE, EUA e Saúde Internacional – Evidências convincentes de oito tipos distintos de grandes danos causados ​​por exposições a campos eletromagnéticos (EMF) e o mecanismo que os causa , Pall alega quatro principais razões pelas quais acredita que a tecnologia 5G seria terrível para os seres humanos:

  • Primeiro, a tecnologia 5G exige que “números extraordinariamente altos” de torres de celular funcionem efetivamente. Essa vasta rede seria quase impossível de ser evitada.
  • Segundo, “saídas de energia muito altas” seriam necessárias para manter uma rede em funcionamento.
  • Terceiro, haverá “níveis de pulsação extraordinariamente altos”, que são uma característica de como o 5G funciona. Assim como seus antecessores, o 5G transmite dados por meio de frequências de rádio. 
  • Quarto, as “interações de alto nível” de 5G em grupos carregados, especificamente o efeito nos seres vivos. Pall acredita que a raiz do problema com o 5G é a falta de testes controlados de seus efeitos potenciais sobre a saúde pública e o meio ambiente em geral (embora ele acredite que as pesquisas existentes sobre outras formas de frequências eletromagnéticas apontem a 5G como uma enorme ameaça).

Existem outros pesquisadores, além do professor Martin L. Pall, que são contra a tecnologia 5G.

Em uma palestra que viralizou no YouTube, o medico americano Thomas Cowan faz uma releitura do que é um vírus. O

Dr. Cowan (Fourfold Healing) tem extensa prática em medicina e vive desde 2003 em San Francisco na Califórnia. São Franscisco.

Ele atuou como vice-presidente da Associação de Médicos para Medicina Antroposófica e é membro fundador do conselho da Weston A. Price Foundation™.

Durante sua carreira, estudou e escreveu sobre muitos assuntos da medicina, como nutrição, medicina antroposófica e fitoterápicos.

É autor de três livros publicados por Chelsea Green: Cancer and the New Biology of Water; Vacinas, Autoimunidade e a Natureza em Mudança da Doença Infantil, e Coração Humano, Coração Cósmico.

Graduou-se pela Michigan State University College of Human Medicine em 1984.

Após sua residência no Family Practice no Johnson City Hospital em Johnson City, Nova York, ele criou uma clínica médica antroposófica em Peterborough, New Hampshire.

O vídeo do doutor Cowan foi tachado de “fake news” pela grande imprensa e censurado no YouTube.

Compre a censura AQUI.

Mas nós vamos transcrevê-lo para você.

Leia com atenção e tire você mesmo suas conclusões – sem nenhuma censura:

Agora tenho 10 minutos restantes, não tinha certeza se chegar a esse ponto. Mas posso dizer algo sobre esse coronavírus? Se você me permitir? Novamente, quando você conhece Rudolf Steiner, você tem a resposta para o teste. Mas, você precisa calcular os detalhes. Em 1918, após a enorme pandemia de gripe espanhola de 1918, Steiner foi questionado sobre o que era isso. E ele respondeu: os vírus são simplesmente a excreção de uma célula envenenada. Os vírus são pedaços de DNA ou RNA, ou alguma outra proteína, que são expulsos da célula. Eles aparecem quando a célula está envenenada. Eles não são a causa de nada. E a primeira maneira de encorajá-lo a pensar sobre isso é imaginar que você é um especialista em golfinhos. E você estuda golfinhos do círculo polar há centenas de anos, ou pelo menos há muito tempo. E os golfinhos estão indo bem. E, de repente, chamamos:

“Fred, quase todos os golfinhos estão morrendo no Círculo Polar Ártico. Você pode vir investigar? E você só pode fazer uma pergunta, ok?”

Mostre com suas mãos. Quantos de vocês diriam: “Quero estudar o golfinho para ver seu genoma”. Ninguém, porque é estúpido. Quantos de vocês diriam: “Quero verificar se este ou aquele golfinho carrega um vírus que seria contagioso e transmitido a outros golfinhos, deixando-os doentes?” Quantos de vocês diriam: “A água não foi envenenada?” Como a Exxon Valdez! Sim? Todo mundo! Porque é isso que está acontecendo. As células são envenenadas e tentam se purificar excretando detritos, que chamamos de vírus. Se você examinar as teorias atuais de vírus chamadas exossomas, a mais recente conferência de NIH (National Institutes of Health) que fala sobre a complexidade dos vírus.

Você descobrirá que isso está totalmente de acordo com as teorias atuais sobre o que são vírus. Eu tenho um exemplo dramático disso quando eu era criança. Do lado de fora da casa, à direita, havia pântanos. Estava cheio de sapos, e eles me acordavam à noite. Eu bati nas janelas. Na primavera, eles fizeram um barulho terrível. E com o tempo, os sapos desapareceram. Quantos acham que os sapos tinham uma doença genética? Quantos acham que os sapos tinham vírus? Quantos acham que alguém colocou DDT na água? Foi o que aconteceu. Doenças são envenenamento. Esta é uma das razões pelas quais as vacinas …

Deixe-me parar por um minuto. Então, o que aconteceu em 1918? Cada pandemia nos últimos 150 anos foi um salto quântico na eletrificação da Terra. Em 1918, no final do outono de 1917, houve a introdução das ondas de rádio no mundo. Quando você expõe todos os seres vivos a um novo campo eletromagnético, o envenena, mata alguns e outros entram em uma espécie de hibernação. E, curiosamente, eles vivem um pouco mais e ficam mais doentes. E, com a Segunda Guerra Mundial, uma nova pandemia começou, com a introdução de radares por toda a Terra. Cobrindo a Terra com campos eletromagnéticos emitidos por radares. Foi a primeira vez que os humanos foram expostos a isso.

Em 1968, houve a gripe de Hong Kong. Foi a primeira vez que a camada protetora do cinturão de Van Allen, cujo papel é integrar os raios cósmicos vindos do Sol, da Lua, de Júpiter, etc…, para integrar isso e distribuí-lo a todos os seres vivos terrestres. E satélites emitindo frequências radioativas foram colocados nos cinturões de Van Allen. Em seis meses, houve uma nova epidemia viral. Por que viral? Como as pessoas foram envenenadas, elas expulsam toxinas que se parecem com vírus. As pessoas pensavam que era uma epidemia de gripe. Em 1918, o Departamento de Saúde de Boston decidiu analisar a natureza contagiosa de uma epidemia. Acredite ou não, eles levaram centenas de pessoas que tiveram a gripe. Eles pegaram o que tinham no nariz e injetaram em indivíduos saudáveis que não tinham aderência. E nenhuma vez eles fizeram adoecer um desses sujeitos saudáveis. Eles fizeram isso repetidamente. E eles não foram capazes de demonstrar o contágio. Eles até fizeram isso com cavalos que aparentemente pegaram a gripe espanhola. Eles colocaram sacolas na cabeça e o cavalo espirrou na sacola. E eles colocaram a bolsa no próximo cavalo, que não adoeceu.

Você pode ler tudo isso em um livro chamado “The Invisible Rainbow”, de Arthur Fustenberg. Ele manteve uma crônica de todos os estágios da eletrificação da Terra, e como em seis meses houve uma nova pandemia de gripe no mundo inteiro. E não há outras explicações. Como se espalharia do Kansas para a África do Sul em duas semanas? Para que o mundo inteiro manifeste os sintomas ao mesmo tempo. Apesar do fato de o mundo dos transportes ser o cavalo e o barco. E eles não têm uma explicação para isso: “Não sabemos como isso acontece”. Mas quando você pensa sobre isso, todas essas ondas de rádio e outras frequências que alguns de vocês têm no bolso ou na mão, podem enviar um sinal para o Japão e ele chega instantaneamente. Portanto, mesmo que você não acredite que exista um campo eletromagnético que se comunique globalmente, em segundos, você simplesmente não está prestando atenção nisso.

E terminarei acrescentando que houve um salto quântico dramático nos últimos seis meses na eletrificação da Terra. Tenho certeza que muitos de vocês sabem do que se trata. Isso é chamado 5G. E haverá 20.000 satélites emitindo radiação. Como a radiação emitida no bolso ou na mão que você usa o tempo todo. Não é compatível com a saúde! Lamento dizer: não é compatível com a saúde. É um dispositivo que quebra a água. E se alguns de vocês pensam: “Nós não somos seres elétricos!”. “Somos apenas matéria física”. Portanto, não se preocupe em fazer um eletrocardiograma ou um EEG ou um teste de condução nervosa. Porque somos seres elétricos e os produtos químicos são apenas o desperdício desses impulsos elétricos.

E termino com um enigma: onde está a primeira cidade do mundo totalmente coberta pelo 5G? Wuhan. Exatamente. Então, quando começamos a pensar sobre isso: estamos em uma crise existencial aqui e agora. Em uma escala que os seres humanos nunca viram. E eu não vou interpretar o profeta do Antigo Testamento. Mas é algo sem precedentes. A colocação em órbita de centenas de milhares de satélites na camada muito protetora da Terra. A propósito, como eu ia dizer anteriormente, tem a ver com a questão da vacina. Porque há um ano, eu tive um paciente em boa forma surfando. Ele era eletricista, instalando sistemas wifi para pessoas muito ricas. Eletricistas têm uma taxa de mortalidade muito alta. Mas ele estava bem. E então ele quebrou o braço e colocamos uma placa de metal no braço dele. Três meses depois, ele não conseguia sair da cama. Ele teve uma arritmia cardíaca. Foi um colapso total.

A sensibilidade depende da quantidade de metal que você possui no seu corpo. Bem como da qualidade da água em suas células. Então, quando você começa a injetar alumínio no corpo das pessoas, elas se tornam receptores para absorver mais campos eletromagnéticos. E é o caos perfeito para o tipo de dano que todas as nossas espécies estão enfrentando agora. E vou encerrar com mais uma coisa, uma citação de Rudolf Steiner. Datada de 1917. Era uma época diferente. Numa época em que não havia corrente elétrica, quando o ar não estava cheio de influências elétricas, estamos falando de 1917, era mais fácil ser humano. Por essa razão, para ser totalmente humano hoje, é necessário desenvolver capacidades espirituais mais fortes do que era o caso de um século atrás. Portanto, deixo-vos com isto:

“Façam de tudo para desenvolver suas capacidades espirituais, porque atualmente é realmente difícil ser um ser humano.” (R. Steiner)

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

DEIXE SEU COMENTÁRIO