- PUBLICIDADE -

Error: Embedded data could not be displayed.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Dicas caseiras para evitar o ressecamento das mãos

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Mãos ressecadas podem causar prurido, irritação, rachaduras e, em alguns casos, fissuras profundas.

Mãos rachadas, calosas e vermelhas pode ser um problema muito comum para homens e mulheres, principalmente quando chega o inverno, quando não usam luvas na hora de fazer a faxina ou manipulam produtos químicos de limpeza. 

São muitos os fatores que podem desencadear o ressecamento da pele das mãos, que estão ligados tanto a fatores internos do organismo quanto a fatores externos, como hábitos e agentes ambientais e químicos. 

Mãos secas são ásperas e naturalmente desagradáveis ​​ao toque, podendo causar prurido, irritação, rachaduras ou, em alguns casos, fissuras profundas.

As fissuras nas mãos podem ser um grande problema, pois representam uma porta de entrada para várias bactérias que, na ausência de uma forte defesa imunológica, podem facilmente gerar infecções.

As mãos são a parte do nosso corpo mais exposta ao mundo exterior e ao contato físico com objetos, pessoas e animais.

De fato, todos os dias as usamos para tocar, apalpar e realizar muitas outras ações.

Então, ter as mãos ressecadas pode afetar negativamente, não apenas esses gestos diários, mas até mesmo a maneira como nos relacionamos, já que muita das vezes essa situação gera incômodo, vergonha e constrangimento. 

São muito os fatores que podem causar rachaduras, calos e ressecamento nas mãos: 

  • Vento forte e seco, além de temperaturas muito baixas.
  • Uso de sabões e detergentes agressivos.
  • Produtos de limpeza como cloro, água sanitária e outros produtos químicos pesados.
  • Exposição ao sol e aos raios UV (fatores que favorecem o fotoenvelhecimento da pele).

A pele das mãos é muito delicada, duas vezes mais fina que a do rosto, porque possui poucas glândulas sebáceas na área.

Isso explica por que elas tendem a secar e rachar.

Então, nosso objetivo é hidratar as mãos, para evitar que esses problemas causem outros ainda maiores.

Dicas caseiras para o cuidado com as mãos

A primeira coisa a fazer é proteger as mãos diariamente, para evitar a desidratação, vermelhidão e aspereza.

Por isso, trouxemos dicas naturais, fáceis de aplicar e que trazem um resultado incrível: 

  • Use um sabonete neutro para a pele seca.
  • Evite lavar as mãos com água morna, ela resseca a pele.
  • Sempre que molhar, seque bem as mãos, inclusive entre os dedos.
  • Aplique hidratante de duas a três vezes por dia.
  • Use luvas de látex ao manipular os produtos de limpeza no dia a dia.
  • Dê preferência aos produtos naturais, como vinagre e bicarbonato de sódio, para limpar a casa.
  • Use este esfoliante caseiro pelo menos duas vezes por mês, com três ingredientes simples: óleo de coco natural ou azeite de oliva extravirgem, açúcar e óleo de amêndoas doce. Misture uma colher (sopa) de cada ingrediente e massageie nas mãos.
  • Para promover a circulação sanguínea, massageie diariamente as mãos, enquanto aplica os produtos.

Alguns produtos naturais podem ser usados com mais frequência, já que são eficazes para hidratar as mãos: 

  • Óleo de amêndoas doce: emoliente, nutritivo e devolve a elasticidade da pele.
    Azeite de oliva extravirgem: rico em polifenóis e vitamina E, com propriedades antioxidantes.
  • Própolis: tem propriedades bacteriostáticas, antissépticas e purificadoras da pele.
    Babosa (aloe vera): rica em vitaminas, minerais e aminoácidos, possui propriedades curativas, hidratantes, regeneradoras e calmantes na pele seca e rachada.
    Manteiga de Karité: contém ácidos graxos, fitoesteróis, vitaminas A e E, que são utilizados em cosméticos naturais, devido às suas propriedades reparadoras, hidratantes e protetoras, deixando a pele macia ao toque.