Detalhes do novo traje espacial que será usado na missão da NASA na Lua

Foto: Divulgação / NASA

Novo traje espacial para missão Artemis III na Lua é apresentado pela NASA e pela empresa privada Axiom Space.

A tripulação da missão Artemis III, que incluirá a primeira mulher a pisar na Lua, contará com um traje espacial mais flexível e resistente em relação aos usados no programa Apollo. 

O protótipo do novo traje foi apresentado na última quarta-feira (15) pela empresa privada Axiom Space, com sede no Texas (EUA), em parceria com a NASA

O traje será fornecido pela Axiom através de um contrato de US$ 228,5 milhões e passará por testes de segurança no Centro Espacial Johnson. 

O objetivo é que o traje esteja pronto para enfrentar as condições “hostis” e temperaturas “extremas” do polo sul lunar, local onde a tripulação deve chegar até o final de 2025.

De acordo com Vanessa Wyche, diretora do Centro Espacial Johnson da NASA, o novo traje espacial possui mais recursos e capacidades em relação aos utilizados há 50 anos durante as missões do programa Apollo. 

O traje é composto por várias camadas e possui uma abertura traseira, além de um número maior de articulações nas pernas e braços que proporcionam maior flexibilidade aos astronautas. 

O capacete possui um conjunto de luzes e uma câmera de vídeo de alta definição, enquanto o sistema de suporte à vida, onde o oxigênio é armazenado, ficará localizado nas costas dos astronautas.

Ainda segundo a NASA, o desenvolvimento das luvas foi um ponto crítico no projeto do novo traje espacial. Graças a tecnologias inovadoras, elas permitirão aos astronautas manusear uma variedade maior de ferramentas.

O traje espacial da missão Artemis III será fornecido pela Axiom Space, em uma aliança estratégica com a NASA. 

O presidente da Axiom Space, Michael Suffredini, destacou que a empresa continua o legado da NASA em projetar um traje espacial avançado que permitirá aos astronautas operar com segurança e eficácia na Lua. 

A agência espacial norte-americana busca estabelecer uma presença permanente na Lua por meio do programa Artemis, cuja primeira missão retornou à Terra em dezembro de 2020 após 25 dias de viagem, período durante o qual a espaçonave não tripulada Orion sobrevoou a Lua.

A previsão é que a Artemis II seja enviada em novembro de 2024, com tripulação.