Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Dê adeus ao diabetes consumindo este simples remédio natural!

Como está a sua taxa de glicose?

E você tem se alimentado corretamente?

Está com o peso ideal?

Se você está acima do peso, alimenta-se mal e tem sintomas como depressão e queda da imunidade, sabia que pode ser uma das vítimas do diabetes?

Pode ser sim.

O diabetes é uma ameaça que não para de crescer.

A taxa global de diabetes quase dobrou nas últimas duas décadas, de acordo com estudo publicado na revista médica britânica The Lancet.

Já são quase 400 milhões de pessoas com a doença no mundo, mais de 5% da população mundial.

O estudo divulgado pela publicação The Lancet mostrou um aumento de 45% dos casos de diabetes no mundo todo de 1990 a 2013.

E quase todo o aumento foi do tipo 2, que é a forma mais comum da doença e costuma ser relacionado à obesidade.

O diabetes não é uma ameaça silenciosa.

A doença normalmente vem à tona depois da ocorrência de alguns sinais.

Os seis mais comuns são estes:

1. Sede exagerada

Este é um dos sintomas clássicos de diabetes e ocorre como resultado do acúmulo de açúcar no sangue.

Os rins são forçados a trabalhar mais e o excesso de açúcar é excretado na urina, fazendo com que a micção e a desidratação sejam mais frequentes.

2. Fome excessiva

Como as células não conseguem glicose para produzir energia, o corpo interpreta como se a pessoa estivesse em jejum.

O organismo precisa de energia e o único meio que ele conhece para obtê-la é por meio da alimentação, causando um exagerado aumento da sensação de fome.

3. Fadiga

Esgotamento a longo prazo e sensação de que você está sempre cansado é outro sintoma do aparecimento da diabetes.

4. Cicatrização lenta de feridas

Os elevados níveis de açúcar no sangue diminuem a velocidade de cicatrização de feridas.

5. Visão embaçada

A grande quantidade de açúcar no sangue causa um inchaço do cristalino, a lente do olho, mudando sua forma e flexibilidade, diminuindo a capacidade de foco, o que torna a visão embaçada.

6. Queda da imunidade

O diabetes enfraquece o sistema imunológico e a capacidade do organismo de combater infecções.

Até mesmo os dentes tornam-se sensíveis e menos resistentes às cáries.

COMO EVITAR A DOENÇA

Fique atento a esses sinais.

Se ocorrer a manifestação de um ou mais deles, procure seu médico.

É importante entender que o diabetes é uma doença do sedentarismo.

A alimentação ruim e a falta de exercícios contribuem intensamente para o surgimento dela.

As pessoas deprimidas também são propensas a sofrer desta doença.

Se você dorme menos de 6 horas, também está mais propenso a ficar diabético.

A alimentação saudável é a melhor proteção contra o diabetes.

Fique longe do açúcar de do excesso de carboidratos (farinha de trigo principalmente).

REMÉDIOS NATURAIS

Para reforçar a prevenção, você pode consumir algumas das receitas antidiabetes postadas aqui no Cura pela Natureza.

Uma de que mais gostamos é feita com cebola e limão.

Você só vai precisar de uma cebola e de um limão.

Rale a cebola e passe-a num pano fino e limpo, espremendo-a com o auxílio de uma colher.

Vai ficar o caldo da cebola.

Então você vai misturar esse caldo com o suco de um limão puro, sem água.

Tome essa bebida duas vezes por dia.

Depois de um tempo, verifique como está a sua taxa taxa de glicose e também o colesterol.

Certamente você vai ficar muito satisfeito.

Além do mais, você vai experimentar uma saudável perda de peso.

Outro excelente remédio natural para diabetes é o alho.

Segundo pesquisas realizadas com animais, o alho pode aumentar a secreção de insulina, o que baixaria a glicemia e melhoraria a sensibilidade à insulina, ajudando a controlar o diabetes.

Outro estudo com animais revelou que altas doses de alho cru reduzem os níveis de glicose no sangue de maneira significativa.

Como usar o alho

O alho deve ser consumido cru, pois, após ser aquecido ou transformado, perde ou transforma suas propriedades benéficas.

No caso de cápsulas, a qualidade varia muito de marca para marca.

Pesquise, se optar por esta forma, muito antes de comprar.

A recomendação é de 500 a 1.000mg de óleo de alho por dia, como efeito protetor, ou de 1 a 2 dentes crus e frescos por dia, que podem ser ingeridos com água, chá ou suco.

Pode-se também tomar a água de alho, enchendo um copo de água e acrescentando um dente de alho picado.

Tome esta água aos goles durante o dia, acrescentando mais água.

Ao fim do dia, descarte o alho.

A ingestão com leite deve ser evitada, pois o leite cria muco no organismo, que depois de algum tempo será a causa de infecções e outros problemas.

O uso excessivo ou em dose elevada do alho pode causar má digestão e irritabilidade da mucosa gástrica.

Ele deve ser evitado quando se tomam drogas sintéticas.

Não devem usar o alho pessoas alérgicas a esta planta, grávidas, lactentes e crianças até 4 anos.

O alho também deve ser evitado em casos de pré e pós-operatório, pois tem efeito antiplaquetário.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

DEIXE SEU COMENTÁRIO

VEJA TAMBÉM