Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram

A cura do girassol

Este método, conhecido como “oil pulling”, ou “óleo que puxa”, consiste em bochechar óleo de girassol prensado a frio (extravirgem) em jejum, provocando um processo de cura dentro do organismo.

Desse modo, pode-se curar simultaneamente células, tecidos e órgãos do corpo humano, evitando a destruição da microflora, prevenindo, curando e aumentando o equilíbrio, uma vez que todo o organismo é atingido.

Tal método apresenta resultados excelentes na cura de diversos males, como dor de cabeça, bronquite, dor de dente, aterosclerose, eczema, leucemia, artrite, trombose, artrose, paralisia, gastrenterite, peritonite, doenças cardíacas, doenças renais, meningite, distúrbios hormonais, úlcera do estômago, problemas intestinais, encefalite, câncer, aids e diversas doenças da mulher.

Além disso, serve para prevenir várias moléstias crônicas do sistema circulatório, nervoso, digestivo e respiratório.


COMO PROCEDER



Usa-se óleo puro de girassol (ou gergelim) prensado a frio.

O óleo puro de girassol é bem amarelinho e tem cheiro forte de girassol. Geralmente é vendido em vidro pequeno, de 150 ou 200 ml, e custa o triplo do valor do óleo de girassol de cozinha, que não é puro.

Pela manhã, totalmente em jejum, coloca-se uma colher de sopa (ou um pouco menos) do óleo na boca e bochecha-se pelo tempo de 20 a 25 minutos, passando-se vagarosamente o óleo entre os dentes, de um lado para o outro da boca.

Enquanto o óleo é revolvido na boca, o metabolismo se intensifica no organismo e o estado de saúde fica mais estável.

ATENÇÃO: NÃO SE PODE ENGOLIR O ÓLEO!

De início, o óleo é grosso, depois vai ficando cada vez mais fluido. Deve-se cuspi-lo quando ele estiver branco como leite. Se ainda estiver amarelo, é porque não se bochechou o tempo suficiente.

Depois de cuspir o óleo, é preciso bochechar diversas vezes com água e limpar bem os dentes com a escova. Como o líquido cuspido é venenoso, deve-se limpar muito bem a pia.

No líquido cuspido encontra-se grande quantidade de germes patogênicos e outras substâncias nocivas.



TEMPO DO TRATAMENTO

Para acelerar o processo de cura, o método pode ser repetido três vezes ao dia, antes das refeições, com o estômago vazio.


Deve-se continuar o tratamento até o organismo recuperar a força, a vitalidade, o apetite sadio, o sono profundo e a boa memória.

Pode ocorrer uma aparente piora em doentes que sofrem de várias moléstias. Isso ocorre principalmente quando um foco de infecção começa a se desfazer ou quando se interfere num foco que no futuro provocaria uma doença grave.

Portanto, não se pode parar o tratamento, mesmo aparecendo febre, para não interromper o processo de cura. Na verdade, a aparente piora significa tão-somente que o organismo está reagindo e se recuperando.

Problemas agudos costumam desaparecer dois a quatro dias depois do início do tratamento, enquanto problemas crônicos podem precisar de um ano inteiro.
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

VEJA TAMBÉM

DEIXE SEU COMENTÁRIO

PUBLICIDADE