Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram

A cura do câncer: a linhaça e o protocolo Budwig

Doutora Budwig

A dieta da doutora Budwig para curar o câncer é muito famosa, com adeptos e defensores em vários países.

O que tem a ver a cura do câncer com a linhaça?

E o que vem a ser o protocolo Budwig?

Vamos voltar ao passado para responder.

Em 1931,  o doutor Otto Warburg ganhou o Prêmio Nobel de Fisiologia por suas pesquisas sobre a respiração celular.

Na ocasião, declarou: “O crescimento das células cancerosas é iniciada por uma relativa falta de oxigênio. O câncer não pode viver em um ambiente rico em oxigênio”.

Na década de 1950, a doutora Johanna Budwig, uma das mais conceituadas bioquímicas da Alemanha e uma das melhores pesquisadores de câncer de toda a Europa, desenvolveu um tratamento simples que é até hoje considerado  uma das melhores alternativas para a obtenção da cura do câncer de forma natural.

Ela nasceu em 1908 e viveu até os 95.

Sete vezes foi indicada ao Prêmio Nobel de Medicina.

A doutora Budwig tinha  uma taxa de sucesso de 90% com seu tratamento para todos os tipos de pacientes com câncer.

A dieta Budwig , criada pela médica alemã em 1951, auxilia no tratamento de hipertensão arterial, câncer, artrite, artrose, esclerose múltipla e outras patologias.

A cientista alemã descobriu que a gordura da semente de linhaça é o elemento-chave na cura do câncer.

A doutora Budwig concluiu, depois de vária pesquisas, que todos os pacientes diagnosticados com câncer tinham uma característica comum: um sistema imunitário profundamente debilitado e carência profunda de muitos micronutrientes, principalmente de ácidos graxos essenciais, como ômega 3 e ômega 6.

Para recuperar a saúde dos seus pacientes, a dra. Budwig prescrevia uma dieta quase toda vegetariana e a ingestão de óleo de linhaça – fonte abundante de ômega 3 e 6 – misturado ao queijo cottage, a proteína sulfurada que facilita o transporte dos elétrons das moléculas de ômega 3 e 6 para dentro das células, para reabilitar uma respiração celular eficiente (células cancerosas não sobrevivem num ambiente rico em oxigênio, como bem observou o dr. Otto Warburg, citado no início desta matéria).


O carro-chefe do protocolo da dra. Budwig é uma mistura de óleo de linhaça puríssimo, prensado a frio e o mais fresco possível, com queijo cottage.

Esta é a receita:


De meia a uma xícara de chá de queijo cottage pobre em gordura e orgânico.


Uma colher de sopa de óleo de linhaça (virgem, puro, prensado a frio, não processado).


Liquidifique os dois ingredientes, acrescentando um pouco de água para poder processar.


Tome diariamente.


DIETA RECOMENDADA PELA DRA. BUDWIG (SUGESTÃO)


Vegetais frescos: 4 a 6 xícaras.


Temperar a salada com óleo de linhaça e 1 a 2 colheres de semente de linhaça moída na hora.

Incluir brócolis, couve e cogumelos maitake.


Frutas frescas: 3 a 4 de tamanho médio ao dia.


Peixe fresco (de preferência de água fria, como bacalhau e sardinha): 120 a 250 gramas.


Carne fresca: sem hormônios, sem antibióticos e pobre em gordura: 100 gramas duas a três vezes por semana.


Pão integral e cereais integrais: de 3 a 4 copos ou porções.


Líquidos


Água mineral sem gás, se possível purificada por osmose reversa e ozonização – 8 copos ao dia.


Suco de frutas frescas (os sucos cítricos devem ser tomados longe do óleo de linhaça com queijo cottage).


Desjejum


Suco de frutas


Cereais: semente de linhaça, grãos integrais, salada de frutas, a mistura de óleo de linhaça com queijo cottage, 1/3 a ½ xícara de leite pobre em gordura e mel, tudo no liquidificador.


Ovos: misture 2 ovos caipiras, sem hormônios artificiais, com 1 colher de chá de óleo de linhaça e 1 colher de sopa de queijo cottage. 


Adicione tomate picado, cebola, pimentão, ervas e especiarias e lentamente cozinhe ou asse.


Almoço e jantar


Salada: qualquer mistura de vegetais e folhas verdes ou frutas.


Molho da salada: misture queijo cottage com óleo de linhaça e acrescente um dos ingredientes abaixo:

mostarda (1 colher de sopa de mel e ½ colher de mostarda dijon);


creme italiano: vinagre e ervas italianas (acrescente combinações de mostarda, alho, cebola em pó e anchova amassada);


picadinho de espinafre, abóbora, salsinha e limão


picadinho de chili, pimentão vermelho, tomate, cebola, ervas e especiarias;


mel, nozes esmagadas, sementes de linhaça ou gergelim moídas e uma pitada de canela, limão ou mostarda, se desejar.


Sopa


1. Dilua a mistura básica com leite de baixo teor de gordura e acrescente tomate, alho, cebola, abóbora e pimentão.


2. Prepare sua sopa preferida da maneira usual e acrescente o mix Budwig.


3. Faça uma sopa de tomate e cebola do modo usual e acrescente o mix Budwig.


Use vegetais levemente cozidos e depois cobertos com óleo de linhaça e especiarias.


Mel e óleo ficam ótimos com milho e batata-doce.


Batata assada é ótima com o mix Budwig ou somente com óleo ou cebola.


Sobremesa


A mistura básica mais uma xícara de pêssegos, cerejas, nozes, castanha-do-pará, noz-pecã, amêndoa, canela e mel.

Atenção!

Você deve pesquisar mais sobre o assunto antes de iniciar qualquer experiência.

Há vídeos e livros que tratam o tema com mais profundidade.

Importante: você pode prejudicar sua saúde se interromper o tratamento contra o câncer prescrito por seu oncologista. Consulte sempre seu médico.

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

DEIXE SEU COMENTÁRIO

VEJA TAMBÉM