Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram

A culinária indiana e a saúde

O alimento que ingerimos, sua origem, a forma como nos alimentamos, os horários, a temperatura, a estação do ano e o estado físico e emocional em que nos encontramos no momento em que fazemos nossas refeições são alguns dos fatores que influenciam em como esse alimento será processado e absorvido por nosso organismo.
Se somos o que ingerimos, talvez esteja na hora de darmos mais atenção às nossas refeições diárias e tentar transformar estes simples instantes em momentos de comunhão e plena atenção. Nossa digestão e a qualidade do processamento dos alimentos feito pelo nosso corpo dependem muito de como está nossa mente, sentimentos, pensamentos e vibrações. Já ouviu falar que não devemos comer quando estamos com raiva ou irritados? Pois bem, eu diria que, para não morrermos de fome, devemos a todo tempo observar nosso estado mental e tentar elevá-lo sempre que necessário.
Cardápio dos doshas
PITTA
Deve enfatizar a rotina em relação ao horário do almoço. Pitta tende a sentir fome por volta do meio dia, e negligenciar essa necessidade pode desequilibrá-lo. São favoráveis os sabores doce, amargo e adstringente. Também uma dieta que seja fria (refrescante), levemente seca e um pouco pesada. Os alimentos devem ser frescos, crus ou semicrus, podendo diminuir os estimulantes. Deve beber batante líquido, sucos verdes ou de uva, maçã, etc.
VATA
Precisa estabelecer em sua vida uma rotina diária, que acalme e que seja regular. Isso implica hábitos como levantar no mesmo horário, dormir cedo, não fazer exercícios extenuantes. Comer em horários regulares, de preferência de três em três horas, sem exgerar nas quantidades para evitar problemas de má digestão. Na dieta, deve priorizar os sabores doce, ácido e salgado, o picante pode ser usado em pequena quantidade. Dar preferência a alimentos quentes, pesados, umedecidos e nutritivos.
KAPHA
Tende a um metabolismo mais lento, de modo que ele deve aquecer e estimular o sistema digestivo. Deve aumentar a quantidade de alimentos mais quentes, mais leves e menos oleosos e reduzir os alimentos mais frios e pesados. São favoráveis os sabores picantes, amargos e adstringentes. A pessoa do tipo kapha não deve comer demais; além disso, deve ingerir ervas e especiarias que ajudem na digestão, na eliminação de muco e toxinas, e que sejam diuréticas, como cavalinha, erva-doce, gengibre, hortelã e canela.

Antídotos alimentares
Na culinária ayurveda utilizamos as especiarias para combater os possíveis efeitos negativos que certos alimentos nos causam. Dependendo do nosso dosha original, ou mesmo dos desequilíbrios que estamos atravessando, nosso organismo reage de formas distintas a determinados alimentos.
As especiarias, além de ajudar na formação de enzimas digestivas, facilitando a passagem do alimento pelo trato intestinal, também trabalham positivamente na prevenção de doenças, por terem propriedades antioxidantes.
Alimentos, efeitos negativos e antídotos
Queijo – aumenta o muco e causa congestão. Antídotos: pimenta-do-reino e pimenta-malagueta.
Ovo – aumenta pitta. Antídotos: salsa e açafrão.
Sorvete – aumenta o muco e causa congestão. Antídotos: cravo e cardamomo.
Coalhada – aumenta o muco e causa congestão. Antídotos: coentro e cardamomo.
Iogurte – aumenta o muco e causa congestão. Antídotos: cominho, gengibre e cardamomo.
Peixe  – aumenta pitta. Antídotos: coco, limão, lima e açafrão.
Carne vermelha – é pesada para a digestão. Antídotos: pimenta-malagueta, chilli e cravo.
Aveia – aumenta kapha. Antídotos: açafrão, mostarda e cominho.
Arroz – aumenta kapha (digestão difícil) e a gordura. Antídotos: cravo e pimenta em grão.
Trigo   – aumenta kapha (digestão difícil) e a gordura. Antídoto: gengibre.
Legumes – provocam gases e distensão. Antídotos:  alho, pimenta-do-reino, pimenta-malagueta, gengibre e sal.
Batata – produz gases. Antídoto: ghee com pimenta em grão.
Tomate – aumenta kapha (digestão difícil). Antídotos: lima e cominho.
Abacate – aumenta kapha (digestão difícil). Antídotos: açafrão, limão, alho e pimenta-do-reino.
Banana – aumenta pitta e kapha. Antídoto: cardamomo.
Frutas secas – agravam vata. Antídoto: embeber em água.
Nozes – produzem gases e aumentam pitta. Antídoto: embebidas de véspera e cozidas em óleo de gergelim.
Álcool – estimulante e depressivo. Antídoto: mastigar um quarto de colher de chá de sementes de cominho ou meia de sementes de cardamomo.
Chá preto –   estimulante e depressivo. Antídoto: gengibre.
Cafeína – estimulante e depressiva. Antídoto: noz-moscada em pó com cardamomo.
Repolho – produz gases. Antídoto: preparo com óleo de girassol e açafrão.
Alho – aumenta pitta. Antídoto:    coco grelhado e limão.
Alface – produz gases. Antídoto: óleo de oliva com limão.
Chocolate – estimulante. Antídotos: cardamomo e cominho.
Doces – aumentam muco e causam congestão. Antídoto: gengibre em pó.
Tabaco – estimulante e aumenta pitta. Antídotos: gotu kola e cálamo.
Fonte: Anandamargabh 
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

DEIXE SEU COMENTÁRIO

VEJA TAMBÉM