Cuidados com a pele: como fazer um creme antirrugas à base de alecrim

Imagem: Depositphotos

Esse creme é eficaz na redução das rugas e linhas de expressão, além de acelerar a regeneração celular.

A pele é o maior órgão do corpo humano e também o mais visível.

Por isso, ela é fundamental para a proteção do organismo contra agentes externos.

No entanto, com o passar do tempo, começa a perder sua elasticidade e firmeza, dando origem às temidas rugas e linhas de expressão.

Para manter a pele saudável e prevenir o envelhecimento precoce, é necessário adotar cuidados específicos.

Isso envolve, desde a alimentação até o uso de cremes específicos, loções, entre outros cosméticos.

Fato é que esses produtos contém muitas substâncias químicas em sua composição.

Como consequência, podem causar irritação, alergias e até mesmo queimaduras na pele, especialmente em pessoas com pele sensível.

Além disso, alguns cremes podem provocar o surgimento de manchas e alterações na pigmentação da pele.

Outro problema relacionado ao uso desses produtos é a obstrução dos poros, o que pode levar ao surgimento de cravos e espinhas.

Ademais, algumas substâncias presentes nesses produtos também podem ser absorvidas pela corrente sanguínea, causando danos ao organismo.

Por isso, é importante estar atento aos ingredientes presentes nos cremes que você utiliza e optar por produtos que sejam seguros e adequados ao seu tipo de pele.

É sempre recomendado consultar um dermatologista antes de utilizar qualquer produto na pele, para garantir que o tratamento escolhido seja seguro e eficaz.

Cremes naturais

Uma alternativa é optar pelos cremes naturais, que são compostos por ingredientes derivados da natureza.

Esses, por sua vez, não possuem substâncias químicas agressivas ou tóxicas para o organismo, o que reduz os riscos de reações alérgicas e irritações na pele.

Além disso, os cremes naturais são ricos em nutrientes e vitaminas essenciais para a saúde da pele.

Com isso, ajudam a prevenir o envelhecimento precoce, hidratar e nutrir a pele e melhorar a aparência geral.

Algumas plantas e extratos naturais, como alecrim, possuem propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes.

Assim, ajudam a reduzir a inflamação e neutralizar os radicais livres, que são responsáveis pelo envelhecimento da pele.

Por isso, vamos te ensinar a preparar um creme facial feito com óleo de alecrim e manteiga de cacau.

Benefícios do óleo de alecrim

O óleo essencial de alecrim possui propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias, antimicrobianas e adstringentes.

Por isso, auxilia no combate aos radicais livres responsáveis pelo envelhecimento precoce da pele e protege contra os danos causados pelos raios UV.

Também a reduzir a inflamação na pele, especialmente em casos de acne e rosácea, combate fungos, vírus e bactérias na pele, prevenindo infecções.

Além do mais, reduz o excesso de oleosidade na pele, prevenindo o surgimento de cravos e espinhas.

O óleo de alecrim também estimula a produção de colágeno e, com isso, evita a flacidez da pele, proporcionando-a um aspecto mais jovem.

Por último, estimula a circulação sanguínea na pele, deixando-a com uma aparência mais saudável e radiante.

Benefícios da manteiga de cacau

A manteiga de cacau é muito rica em ácidos graxos e antioxidantes, que ajudam a hidratar e nutrir a pele, deixando-a macia e suave.

Ela contém um componente chamado deobstruyol, que ajuda a proteger a pele contra os danos causados pelos raios UV.

Além disso, possui propriedades que ajudam a reduzir o aparecimento de marcas e cicatrizes na pele, tornando-a mais uniforme e com uma aparência mais saudável.

Por ser rica em antioxidantes, a manteiga de cacau ajuda a combater os radicais livres responsáveis pelo envelhecimento precoce da pele.

Ademais, contém propriedades anti-inflamatórias que ajudam a reduzir a inflamação na pele, prevenindo o aparecimento de acne e outros problemas.

Creme facial de alecrim

Esse creme é eficaz na redução das rugas e linhas de expressão, além de acelerar a regeneração celular.

Dessa forma, ajuda a prevenir o envelhecimento precoce da pele.

Ingredientes:

  • 7 gotas de óleo essencial de alecrim
  • 2 colheres (sopa) de manteiga de cacau

Como fazer:

Coloque a manteiga de cacau em um recipiente de vidro e leve para derreter em banho-maria.

Enquanto ocorre o processo, adicione as gotas de óleo de alecrim e misture.

Espere esfriar, transfira para um frasco de vidro, de preferência escuro, e com tampa.

Modo de uso:

Pela manhã, após lavar o rosto, aplique o creme com a ponta dos dedos sobre as linhas de expressão.

Sugestão – faça seu óleo de alecrim em casa

Coloque folhas de alecrim maceradas em um recipiente de vidro, acrescente meia xícara de azeite extravirgem e tampe.

Deixe em repouso em um local escuro, seco, limpo e fresco por 15 dias.

Durante esse período, agite diariamente para que os ingredientes se misturem e o alecrim libere suas propriedades.

Após o tempo indicado, coe a mistura, transfira para um frasco de vidro limpo e está pronto para o uso.

Dicas para evitar o envelhecimento precoce

Existem algumas medidas que podem ser tomadas para ajudar a prevenir o envelhecimento precoce da pele.

São elas:

  • Proteção contra o sol: é importante usar protetor solar diariamente, mesmo em dias nublados, e evitar a exposição prolongada ao sol.
  • Hidratação: beba bastante água e use produtos hidratantes adequados para o seu tipo de pele para mantê-la bem hidratada.
  • Alimentação saudável: inclua em sua dieta alimentos ricos em vitaminas, antioxidantes e ômega-3, como frutas, verduras, legumes, peixes e nozes.
  • Cuidados diários com a pele: mantenha uma rotina de cuidados diários com a pele, como limpeza, tonificação e hidratação.
  • Evite o tabagismo e o consumo excessivo de álcool: fumar e consumir álcool em excesso podem contribuir para o envelhecimento precoce da pele.
  • Durma bem: uma boa noite de sono ajuda a reduzir o estresse e a reparar a pele, prevenindo o envelhecimento precoce.

Lembre-se de que cada tipo de pele é único e pode reagir de forma diferente aos cuidados.

Por isso é sempre recomendado consultar um dermatologista para orientação específica e personalizada.