domingo, 5 dezembro 2021
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

Cuidado: estas 5 frutas engordam e podem estragar a sua dieta

Conheça agora cinco frutas que, se consumidas em excesso, podem causar o efeito inverso do esperado e favorecer o ganho de peso.

Em qualquer dieta que visa ao emagrecimento, as frutas estão incluídas.

Esses alimentos naturais são “carregados” de componentes extremamente necessários para uma vida saudável.

Mas, como diz o ditado, a diferença entre o remédio e o veneno está na quantidade.

Existem algumas frutas que podem engordar, se ingeridas em excesso.

É importante lembrar que todas as frutas, sem exceção, podem contribuir para o ganho de peso se consumidas em grandes quantidades.

Mas os tipos de frutas que apresentaremos a seguir possuem um potencial ainda mais elevado pois, em sua maioria, possuem altos níveis de açúcar e gorduras.

Confira agora que frutas são essas e como consumi-las corretamente, a fim de obter apenas os seus benefícios.

5 frutas que engordam se forem consumidas em excesso

Abacate

O abacate é uma fruta muito aclamada e reconhecida por seu valor nutricional, medicinal e até pelo seu uso em procedimentos estéticos.

Esse alimento é rico em minerais como potássio e magnésio, além de vários tipos de vitaminas como a E e a K.

É utilizado para melhorar o funcionamento do intestino, para nutrição da pele e como preventivo de doenças no sistema linfático e circulatório, por exemplo.

Mas as gorduras presentes em abundância no abacate podem engordar, se essa fruta for consumida em excesso.

As gorduras do abacate são consideradas boas, mas se depositadas em grandes quantidades no organismo, podem vir a fazer mal.

Estima-se que apenas 50g de abacate possuam cerca de 90 calorias.

O consumo diário ideal para o abacate é de 26g, ou 2 colheres de sopa.

A fruta pode ser consumida em pratos como guacamole, sobremesas e/ou em saladas.

Coco

A polpa do coco, isto é, a parte branca ou “carne” dessa fruta, é muito gordurosa.

Estima-se que a cada 100g de polpa de coco existam 406 calorias, o que é basicamente 1/4 das calorias que um humano adulto precisa ingerir por dia.

Para ficar mais claro, se alguém consumir 400g de “carne” de coco por dia, já terá garantido toda a cota diária necessária de calorias.

O coco é um alimento poderoso, tendo na própria carne e na sua água duas importantes fontes de minerais, proteínas e nutrientes.

Se consumido corretamente, o coco pode auxiliar no bom funcionamento do intestino, combater doenças cardiovasculares e fortalecer o sistema imunológico, por exemplo.

A quantidade de polpa de coco recomendada para o consumo diário é de 30g, apenas.

Manga

É realmente difícil encontrar alguém que não goste da manga ou de seu suco.

Essa fruta abundante e característica de regiões de clima tropical é um verdadeiro depósito de vitamina C.

Essa vitamina, junto com outros diversos compostos presentes na manga, como os seus antioxidantes, faz da fruta uma poderosa aliada no fortalecimento do sistema imune, no combate aos radicais livres, na manutenção da saúde dos olhos, entre outros benefícios.

Porém, estima-se que apenas 100g de manga possuam 15g de carboidratos e 60 calorias, o que é considerado acima do recomendado.

A média de consumo diário ideal para a manga é em torno de 80g.

Banana

Rainha do potássio, a banana é encontrada, comercializada e consumida fartamente no Brasil.

Essa é, com certeza, a fruta que possui um maior leque de opções para inclusão em pratos e receitas das que estão presentes na nossa lista.

Por ir bem em quase todas as refeições, a banana também pode ser consumida em excesso e acabar engordando.

Cem gramas de banana possuem cerca de 22g de carboidratos e impressionantes 104 calorias.

O limite de consumo correto da banana é de apenas uma unidade da fruta por dia.

A associação com outros alimentos fibrosos e menos calóricos, como a aveia, ajuda a dissipar o potencial de “engorda” da banana.

Uva

A uva é uma fruta muito rica em nutrientes importantes e até mesmo em elementos não tão abundantes, mas que têm uma importância enorme, como é o caso do resveratrol.

Está comprovado cientificamente que essa substância, encontrada principalmente na casca das uvas roxas, pode prevenir infartos.

Mas o índice glicêmico da uva, isto é, a quantidade de açúcar presente na fruta, é considerado moderado.

Se consumida em excesso, a uva pode fazer as taxas de glicemia aumentarem, sendo um fator de risco para pessoas diabéticas e um potencial vetor para que quem não tenha a doença venha a adquiri-la.

Outro fator a ser levado em conta é que a cada 100g de uva existem 50 calorias.

O consumo correto de uva para se evitar o descontrole glicêmico e o ganho de peso é de apenas 17 unidades da fruta quando em tamanho pequeno, e 12 unidades para uvas maiores.

O suco de uva também deve ser tomado com moderação, pois possui ainda mais calorias e carboidratos, favorecendo o ganho de peso.

- PUBLICIDADE -

Veja Também

Redes Sociais

3,436,539FãsCurtir
159,642SeguidoresSeguir
572,357SeguidoresSeguir
522SeguidoresSeguir
3,873SeguidoresSeguir
564,000InscritosInscrever
- PUBLICIDADE -

ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -