Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram

Cromoterapia: uso das cores para o equilíbrio

A cromoterapia usa a cor para restabelecer o equilíbrio e a harmonia do corpo, da mente e das emoções, baseando-se nas sete cores do espectro solar. Cada cor tem uma vibração específica e cada parte do corpo se relaciona com as cores do espectro.

É um tratamento terapêutico baseado em cores que podem ajudar a curar moléstias do corpo físico.

A luz solar se decompõe em sete raios principais, que são distribuídos por todo o nosso corpo, físico e energético. Se houver desequilíbrio dessas cores, as doenças se refletem no corpo físico e adoecemos. Nesse caso, a cromoterapia age reequilibrando o organismo.

Significado das cores

Amarelo-escuro: Fortificante do corpo, sobretudo dos tecidos internos.

Amarelo: Reativador, desintegrador de cálculos, purificador do sistema e bom para a pele.

Azul-escuro: Lubrificante das juntas e articulações.

Azul: Sedativo, analgésico, regenerador celular dos músculos, nervos, pele e aparelho circulatório.

Índigo: Anestésico, coagulante e purificador da corrente sanguínea.

Laranja: Energizador e eliminador de gorduras em áreas localizadas.

Rosa-escuro: Desobstruidor das veias, vasos e artérias e eliminador de impurezas no sangue.

Rosa: Ativador, acelerador e eliminador de impurezas do sangue.

Verde-escuro: anti-infeccioso, antisséptico e regenerador.

Verde: Energia de limpeza, vasodilatador e relaxante dos nervos.

Vermelho: Ativador da circulação e do sistema nervoso.

Violeta: Sedativo dos nervos motores e do sistema linfático; destruidor de infecções e inflamações.

Doença e cores

  • Asma, bronquite e pulmões – laranja.
  • Incontinência urinária e psicose – violeta.
  • Indigestão, hepatite, icterícia, fígado, vesícula biliar, pâncreas, rins, intestinos, espinhas e afecções da pele – amarelo.
  • Inflamação de garganta, tireóide, prisão de ventre e espasmos – azul.
  • Inflamação nos olhos, catarata, glaucoma, cansaço ocular, sangramento nasal e nevralgias – índigo.
  • Problemas sanguíneos, feridas, infecções e cistos mamários – verde.
  • Resfriado, sinusite, infecção do ouvido, estresse, tensão nervosa, reumatismo agudo e problemas nas articulações – azul-escuro.
Como usar a cromoterapia

Existem diversas técnicas de uso da cromoterapia, como luzes coloridas aplicadas próximo ao local por cinco minutos diariamente.

Outra forma é visualizar mentalmente durante trinta segundos duas vezes ao dia as cores do espectro agindo no local afetado.

Também se pode dar preferência a alimentos cuja cor se relacione com a doença da qual se está tratando.

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

DEIXE SEU COMENTÁRIO

VEJA TAMBÉM