Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Controle a oleosidade dos cabelos com estas receitas naturais

Estas receitas vão combater naturalmente a oleosidade excessiva dos cabelos.

Assim como a pele oleosa, o couro cabeludo pode produzir muito sebo, deixando o cabelo mais gorduroso do que deveria. 

Como resultado, os fios ficam sujos mais rápido e você é forçada a sempre a usar uma quantidade maior de shampoo.

Um mau hábito que, na verdade, só agrava o problema. 

Felizmente, esta situação desconfortável está longe de ser impossível de contornar.

Você vai descobrir as diferentes dicas para combater naturalmente a oleosidade excessiva dos fios.

Por que temos cabelos oleosos?

Estresse, dietas pobres em nutrientes, cuidados inapropriados ou excessivamente agressivos, desequilíbrio hormonal e até mesmo a poluição são fatores que podem causar o surgimento da oleosidade nos cabelos.

Além disso, embora certos fatores genéticos possam entrar em cena, o excesso de gordura geralmente encontra sua origem em um estilo de vida ruim.

Acreditando estar sendo agredido, o couro cabeludo tende a produzir mais sebo do que o necessário para proteger ainda mais o cabelo, tornando-o oleoso e pesado.

Uma hiperseborreia que pode ser “tratada” de uma maneira 100% natural.

Dicas diárias

Para lutar naturalmente contra os cabelos oleosos, você precisa estabelecer alguns novos hábitos.

Lave o cabelo com menos frequência

Uma ou duas vezes por semana é o suficiente,

Quanto mais você lava, mais o couro cabeludo se sente atacado e mais ele produz óleo para se proteger.

Ao espaçar as lavagens, você permitirá que ele se autorregule e notará rapidamente os primeiros resultados.

Usar um shampoo seco de vez em quando pode ajudar a reduzir a frequência de limpeza dos fios.

Evite fontes de calor

Água quente, chapinha e secador são muito agressivos para os fios.

Portanto, ao lavar o cabelo, prefira água morna em vez de quente e, se possível, enxágue com água fria para fechar as escamas capilares.

Também uma boa dica é aposentar o secador de cabelo e a chapinha em favor da secagem natural.

Essa é uma rotina muito mais suave para o couro cabeludo, que consequentemente passará a produzir menos óleo.

Adote uma dieta mais equilibrada

Se você limitar alimentos gordurosos ou excessivamente doces (manteiga, cremes, açúcar, alimentos refinados, frituras, etc.), seu cabelo e, ao mesmo tempo, sua pele vão apresentar uma mudança nítida no aspecto geral. 

Por outro lado, prefira frutas e legumes frescos, grelhados, peixe e outras carnes brancas.

Cuidando de si mesma por dentro, você verá mudanças por fora.

Produtos naturais

Para se livrar permanentemente do problema, um conselho: se renda aos cuidados naturais!

Óleos essenciais

Usar duas a três gotas de óleo essencial de laranja, cedro atlas, lavanda, toranja, limão ou sálvia, misturadas ao seu shampoo, ajudará a regular a produção de óleo no couro cabeludo.

Mas atenção: os óleos essenciais devem ser usados ​​com cautela, para não agravar o problema.

Verifique se não há contraindicações específicas antes de usá-las.

Argila verde

A argila verde, usada como uma máscara na raiz do cabelo, vai absorver o excesso de óleo e deixar os fios mais limpos e soltos.

Prepare uma pasta misturando a argila com um pouco de água, aplique no couro cabeludo e deixe agir por cerca de dez minutos antes de lavá-lo com o shampoo habitual.

Esse tratamento pode ser feito uma vez por semana.

Vinagre de maçã

Finalmente, enxaguar os fios com vinagre de maçã e óleos essenciais de tomilho ou alecrim, friccionando as escamas, tornará o cabelo bem mais resistente.

Para fazer isso, misture uma colher de chá de vinagre de maçã e duas gotas de óleo essencial em 1L de água morna.

Despeje por todo o cabelo após enxaguar e retirar todo o shampoo.

Tire o excesso de água e deixe secar livremente, sem uso de um secador. 

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

DEIXE SEU COMENTÁRIO