Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Conheça a cura da beterraba: para fortalecer o sangue, limpar a pele e aumentar a imunidade!

A beterraba é considerada um vegetal medicinal há milhares de anos.

Veja o motivo:

1. É antioxidante

2. É rica em ácido fólico e ácido pantatênico

3. Tem vitaminas B1,B2,B6 e C

4. Contém minerais, como potássio, fósforo, magnésio, cálcio, sódio, ferro e zinco

5. É composta pelo pigmento vermelho betacianina, que elimina toxinas do corpo

Como a beterraba é um alimento de baixa caloria, torna-se ideal para dietas.

Para você ter ideia, 100 gramas de beterraba fornecem apenas 43 calorias.

As consequências positivas por consumir essa raiz são inúmeras.

Conheça algumas:

– Rejuvenesce e revitaliza, graças ao estímulo da troca de substâncias no corpo.

– Regula a pressão arterial e protege o sistema cardiovascular.

– Reduz os níveis de colesterol no sangue.

– Melhora a função hepática e facilita a expulsão de toxinas.

– Fortalece a pele, o cabelo e as unhas.

– Neutraliza o excesso de ácido do estômago.

– Ajudar a combater constipação.

– Melhorar o humor

Quer mais?

Estudos com a beterraba têm mostrado grandes resultados contra a leucemia – tudo graças a betaína, um antioxidante com propriedades anticancerígenas, que ataca o tecido tumoral.

A cor vermelha da beterraba, se você não sabe, é devido à presença de betaína, que também ajuda a prevenir doenças do coração.

Já ouviu falar da cura da beterraba?

É bem simples:

Basta consumir meio quilo de beterraba crua diariamente – você pode fazer saladas temperadas com limão e azeite e consumi-las ou tomar sucos desse vegetal ao longo do dia.

Faça isso por três dias.

A cura da beterraba é excelente para fortalecer o sangue e aumentar a imunidade.

Importante: diabéticos só devem comer beterraba com a autorização de um médico ou nutricionista.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

DEIXE SEU COMENTÁRIO