Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

A conexão amálgama/mercúrio – cândida

O excesso de mercúrio pode ter efeitos múltiplos e variados no corpo, inclusive perpetuar uma infecção pelo fungo cândida.

Mercúrio pode intoxicar a tireoide, causando desequilíbrios na glândula adrenal.

Isso prejudica a imunidade devido a uma diminuição da produção de cortisol.

O mercúrio funciona como um alimento da cândida nos intestinos  e a pessoa nunca se livrará desse fungo enquanto não fizer a retirada completa de mercúrio do corpo.

Se você tem infecções fúngicas crônicas ou candidíase, é importante  olhar para a conexão com o mercúrio.

Esse metal se liga à parede celular da levedura e, quando a célula do fungo torna-se saturada porque absorveu tudo o que pode, aproximadamente o seu próprio peso, ela descarta o resto como metilmercúrio.

Metilmercúrio vai a todos os lugares através da parede intestinal.

Macrófagos do organismo (sistema imunológico)  tentam limpar e desintoxicar o corpo.

Em algum momento, eles se tornam enfraquecidos, cansados e desgastados.

Esse enfraquecimento do sistema imunitário impede a capacidade do corpo de se recuperar.

O conhecido especialista de cândida dr. J. Trowbridge escreveu, em seu livro “A Síndrome de levedura”, que alguns médicos especializados no tratamento de candidíase têm relatado a ele que descobriram clinicamente que 98% de seus pacientes com essa doença também estavam intoxicados por mercúrio.

Uma das causas mais comuns de intoxicação por mercúrio são as obturações com amálgama dentário.

Por isso é importante você se livrar dessas obturações, antes de iniciar um processo de desintoxicação.

Para tanto, você deve procurar um dentista especializado em remoção de obturações de amálgama.

Isso porque, se o modo de retirar o amálgama não for o adequado, o mercúrio entrará na sua corrente sanguínea, resultando numa intoxicação ainda mais intensa.

Livrando-se  do mercúrio

O método de remoção do mercúrio do seu corpo é chamado quelação.

Os mais conhecidos quelantes são:
IV EDTA
EDTA
DMSA
DMPS  
O mercúrio é liberado de seu corpo através de seus rins em particular, mas também de seu intestino.

Por isso é importante que você beba bastante água e tome um suplemento de fibras para manter os intestinos trabalhando.

A maioria das pessoas não inclui fibra suficiente em sua dieta, assim um suplemento é uma obrigação.

Recomendamos que se procure um bom médico naturopata em todos os casos de desintoxicação de metais pesados.

Este processo de desintoxicação não é simples.

E por isso o ideal é você fazê-lo sob a supervisão de um médico experiente.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

DEIXE SEU COMENTÁRIO