domingo, 28 novembro 2021
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

Compressa quente x compressa fria: saiba quando usar cada uma delas

Apesar de as duas agirem como um analgésico local, escolher a correta para cada situação aumenta a eficácia do tratamento.

Sempre que sofremos um trauma, como, por exemplo, batida e/ou lesão, logo o vermelhidão e o inchaço aparecem na região atingida.

Em casos sem gravidade uma velha receita caseira pode ser usada para alívio das dores.

Estamos falando da compressa, que pode ser quente ou fria, porém, há uma diferença, pois cada uma delas é utilizada em condições diferentes.

Apesar das duas agir como um analgésico local, escolher a correta para cada situação irá aumentar a eficácia do tratamento.

Além de aliviar as dores, as compressas também causam sensação de relaxamento, promovendo o bem estar geral do corpo.

Compressa quente

A compressa quente, ou morna, ajuda a aumentar o fluxo sanguíneo no local acometido pelo trauma, além de aumentar a mobilidade e provocar relaxamento.

Por isso, a compressa quente é recomendada usar nos seguintes casos:

  • Dor muscular;
  • Hematomas;
  • Torcicolo;
  • Furúnculo e terçol;
  • Congestão nasal;
  • Infecções de ouvido;
  • Cólicas menstruais;
  • Antes de praticar alguma atividade física.

Porém, quando estiver com febre não recomenda-se usá-la, pois poderá provocar aumento da temperatura corporal.

Tirando essa condição, você pode colocar a compressa quente em qualquer região que precise aumentar a circulação sanguínea.

Como fazer:

Encha uma tigela ou bacia com água quente – não pode ser escaldante -, e sim, numa temperatura suportável.

Em seguida, pegue uma toalha ou tecido, molhe na água, torça, dobre em um quadrado e aplique na área dolorida.

Além disso, é possível comprar aquelas bolsas térmicas para compressa.

Você pode fazer de três a quatro sessões de 15 minutos cada por dia.

Outra maneira de fazer compressa quente é utilizar grãos como arroz, feijão, milho para pipoca, entre outros.

Basta colocá-los em um tecido, amarrar fazendo uma espécie de “trouxinha” e esquentar no micro-ondas por três minutos. 

Compressa fria

A compressa fria com gelo ajuda a diminuir o fluxo sanguíneo da região afetada e, com isso, reduz a dor, a inflamação e previne o aparecimento de hematomas.

Ela é indicada para os seguintes casos:

  • Após pancadas, quedas ou torções;
  • Dor de dente;
  • Tendinite;
  • Osteoartrite;
  • Tensões musculares;
  • Febre;
  • Hemorróidas;
  • Alergias nos olhos;
  • Gota;
  • Dores de cabeça e enxaqueca;
  • Após tomar vacina ou injeção;
  • Após a prática de atividades físicas.

Como fazer:

Coloque gelo em uma toalha ou pedaço de pano, faça uma espécie de “trouxinha” e aplique na região dolorida durante 15 a 20 minutos.

Você também pode encher um saco plástico zip lock com água e congelar.

Cuidado

Apesar de proporcionarem alívio, é necessário ficar atento às duas compressas em casos de pele sensível.

Isso porque ambas podem causar queimaduras na pele, dependendo do tempo e modo de aplicação.

- PUBLICIDADE -

Veja Também

Redes Sociais

3,436,539FãsCurtir
159,642SeguidoresSeguir
571,857SeguidoresSeguir
522SeguidoresSeguir
3,865SeguidoresSeguir
564,000InscritosInscrever
- PUBLICIDADE -

ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -