Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram

Como usar o cloreto de magnésio para se livrar de vez da rinite e sinusite

O cloreto magnésio hoje é um reconhecido remédio natural.
 
A imensa maioria das pessoas que tomam ou tomaram o cloreto de magnésio ficam impressionado com os seus maravilhosos resultados.
 
E isso não é por acaso
 
O cloreto de magnésio produz equilíbrio mineral, impulsiona os órgãos e suas funções, como os rins, para eliminar o ácido úrico. 
 
Recupera as articulações, purifica o sangue, revitaliza o cérebro, rejuvenesce e conserva a juventude até alta idade.
 
E agora você vai conhecer uma virtude do cloreto que poucos conhecem: ele é ótimo para tratar e combater sinusite e rinite.
 
Soubemos disso numa comunidade sobre cloreto de magnésio no Facebook.
 
O divulgador da informação gravou um vídeo e colocou lá na comunidade.
 
Rinite e sinusite - Cloreto de magnésio - Cura pela Natureza
 
Nesse vídeo ele afirma que o cloreto de magnésio aplicado de forma nasal cura rinite e sinusite.
 
E como ele faz esse tratamento?
 
Muito fácil.
 
Ele pegou 33 gramas de cloreto de magnésio e dissolveu em 1 litro e meio de água.
 
Lavou muito bem um frasco de um medicamento chamado Budesonida (ver foto) e colocou um pouco do cloreto preparado nesse frasco.
 
Frasco de Budesonida - Cloreto de magnésio - Cura pela Natureza
 
O frasco tem uma válvula/bomba dosificadora e ele, duas vezes por dia, borrifava um pouco de cloreto de magnésio no nariz.
 
O resultado segundo o divulgador da receita não poderia ser melhor: ele ficou totalmente livre da rinite e da sinusite.
 
Acabaram-se os espirros, a coriza, a secreção e a alergia.
 
Maravilha, não é?
 
E mais do que isso: é fácil e muito barato.
 
Vale a pena experimentar!
 
Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

VEJA TAMBÉM

DEIXE SEU COMENTÁRIO