Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Como tratar uma picada de abelha com segurança

É muito importante saber o que deve ser feito em caso de uma picada de abelha.

Você já foi picado por uma abelha?

Além de muito dolorida, a picada de abelha pode ser mortal.

Isso se você for alérgico ao veneno do inseto. 

 E é bom ficar alerta: se você já teve reações alérgicas a picadas de abelha no passado, é sinal de que você tem uma chance maior de ter uma possível anafilaxia, uma reação alérgica grave que pode matar em minutos.

Neste artigo, vamos mostrar como tratar uma picada de abelha com segurança:

Retire o ferrão

Quando a abelha pica alguém, ela deixa na pele o ferrão. 

Quanto mais tempo o ferrão de uma abelha permanece na pele, mais veneno pode liberar e mais doloroso é para quem foi picado.   

Você pode remover os ferrões com os dedos, com uma pinça, ou da maneira que puder. 

A verdade é que a rapidez com que você tira o ferrão é muito mais importante do que como você o faz. 

Trate reações locais

Mesmo se não for alérgico a picadas de abelhas, você provavelmente terá uma reação local à picada. 

Vermelhidão, inchaço, coceira e dor são alguns dos sintomas mais comuns.   

Neste caso:

  • Use uma bolsa de gelo para reduzir o inchaço no local (cuidado para o gelo não queimar a apele).
  • Se não aguentar, use um anti-histamínico como a difenidramina (Benadryl) para reduzir o inchaço e a coceira.
  • Para a dor, tome ibuprofeno ou Tylenol (acetaminofeno).

Mas antes consulte um médico.

Reconheça uma emergência

Observe atentamente a pessoa que foi picada por uma abelha. 

Os sinais e sintomas de alergia ou anafilaxia grave incluem:

  • Comichão em locais que não sejam o local da picada
  • Vermelhidão que não seja no local da picada
  • Arritmia (aumento dos batimentos cardíacos)
  • Inchaço da boca, olhos e nariz
  • Falta de ar

Se perceber a presença de um desses sintomas ou mais, ligue imediatamente para a emergência  da sua cidade.   

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

DEIXE SEU COMENTÁRIO

VEJA TAMBÉM