- PUBLICIDADE -

Error: Embedded data could not be displayed.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Como reaproveitar o óleo de cozinha e fazer o descarte correto

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

É necessário muito cuidado ao fazer o descarte do óleo de cozinha e, nesse caso, a melhor alternativa é a reciclagem.

O que você costuma fazer com o óleo de cozinha usado? 

Sabia que jogá-lo no ralo da pia, em terrenos baldios ou no lixo tem consequências desastrosas?

Isso porque o óleo fica retido no encanamento, causando o entupimento das tubulações.

Também, se não houver tratamento de esgoto em sua cidade, o óleo acaba se espalhando na superfície dos rios e represas, provocando danos à fauna aquática.

Quer números?

Segundo a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), só um litro de óleo pode contaminar um milhão de litros de água!

Isso mesmo, um litro de óleo pode contaminar um milhão de litros de água.

E tem mais: se ele fica no solo, solta gás metano durante o processo de decomposição, causando mau cheiro.

Por isso, é necessário muito cuidado ao fazer o descarte e, nesses casos, a melhor alternativa certamente é a reciclagem.

Como reaproveitar o óleo de cozinha usado

Caso o óleo usado seja recente e passou por apenas uma ou duas frituras, você pode reutilizá-lo sem nenhum problema.

Para isso, use um pano limpo para coar e remover qualquer tipo de sujeira.

Depois, para usar novamente, faça o seguinte:

Óleo usado na fritura de peixe: pingue algumas gotas de limão e esquente um pouco.

Fazendo isso não irá ficar com gosto nem cheiro de peixe.

Outra forma de reutilizar esse óleo é colocar rodelas de batatinha crua enquanto ele ainda estiver quente.

A batata vai absorver o gosto e cheiro ruim que fica após frituras.

Veja a seguir outras dicas para reaproveitar o óleo de cozinha:

Sabão caseiro em barra

Uma dica para reaproveitar o óleo que já passou por diversas frituras é fazer sabão caseiro em barra.

Ingredientes:

  • 500 g de soda cáustica
  • 1 litro de água quente
  • 2 litros de óleo de cozinha usado
  • 500 ml de álcool
  • 5 ml de óleo essencial de sua preferência

Como fazer:

Coloque a soda em uma balde de plástico – nunca de alumínio ou metal.

Em seguida, adicione a água quente aos poucos e com muito cuidado (trabalhe com luvas).

Misture bem com uma colher de madeira ou pedaço de pau, até que a soda se dissolva por completo.

Na sequência, acrescente o óleo e mexa por mais 20 minutos.

Despeje o álcool, a essência e mexa novamente, até formar uma pasta cremosa e firme.

Após fazer essa mistura, deixe secar por 24 horas e depois corte em pedaços do tamanho da sua preferência.

Use este sabão principalmente para lavar roupas e limpeza doméstica.

Sabão caseiro líquido

Este sabão líquido pode ser usado como detergente para louças, para lavar roupas na máquina e também para limpar o piso.

Ingredientes:

  • 3 litros de óleo de cozinha usado
  • 2 litros de álcool
  • Meio litro de soda cáustica líquida
  • 15 litros de água fervente

Como fazer:

Coe o óleo para remover todas as impurezas e despeje-o em um balde plástico.

Adicione o álcool, a soda líquida (com muito cuidado!) e misture bem, usando uma colher de madeira, ou pedaço de pau.

Deixe a mistura descansar por duas horas, depois junte a água fervente e mexa novamente.

Quando obter uma mistura bem homogênea, deixe descansar por 12 horas.

Depois armazene em garrafas pets, tampe bem e armazene em local seco, arejado e seguro.

Rendimento: 20 litros.

Importante

É de extrema importância usar os Equipamentos de Proteção Individual (EPI) para as receitas que contém álcool e soda cáustica.

Portanto, antes de preparar o sabão certifique-se de que você tem luvas de borracha, óculos de proteção, máscara e sapatos fechados.

Isso porque a soda cáustica é corrosiva e pode causar queimaduras na pele.

Além disso, escolha um lugar aberto e arejado, para evitar o contato com o vapor da substância.

Por fim, se perceber que o sabão está lhe causando alguma reação alérgica, evite colocá-lo nas roupas e procure manuseá-lo apenas com o auxílio de luvas.

Vela decorativa

O óleo de cozinha usado também poderá dar vida a uma vela decorativa para aromatizar ambientes.

Materiais necessários:

  • Óleo de cozinha usado
  • Parafina
  • Um pavio
  • Óleo essencial (qualquer um de sua preferência)
  • 1 recipiente de vidro para fazer a vela

Como fazer:

Coe o óleo, misture com a parafina e derreta-os em banho-maria.

Quando a mistura estiver bem homogênea, adicione a essência e misture.

Despeje no recipiente escolhido para a vela e, antes de esfriar, coloque o pavio no centro da mistura.

Depois, espere esfriar e sua vela aromática está pronta.

Como fazer o descarte correto

Se você não optar por nenhuma das alternativas de reciclagem, procure fazer o descarte correto.

Depois de cozinhar, armazene o óleo usado em garrafas pets bem tampadas, para evitar que ele entre em contato com outras substâncias.

Quando tiver várias garrafas cheias, procure empresas e ONGs que especializadas nesse tipo de coleta.

Em muitas cidades, existe um ponto de coleta seletiva.

Eles irão dar o destino correto, pois muitas empresas utilizam na produção de massa de vidraceiro, ração animal, resinas para tintas, adesivos e outros produtos.

Algumas cidade que oferecem a coleta

Ribeirão Preto: projeto Cata óleo numa parceria da USP e o Ladetel (Laboratório de Desenvolvimento de Tecnologias Limpas). 

Quem tem interesse recebe um recipiente para armazenar o óleo e o caminhão do laboratório passa recolhendo o produto em datas pré-estabelecidas.

Todo o óleo que é recolhido na cidade é usado na produção do biodiesel. 

Curitiba: a Prefeitura de Curitiba possui o serviço de coleta especial de óleo de fritura. 

Para ser entregue, o óleo deve ser armazenado em garrafas pets, de preferência transparentes. 

Os dias e horários da coleta podem ser obtidos pelo telefone 156 ou na página da Prefeitura na internet www.curitiba.pr.gov.br.

Após o recolhimento, o óleo é encaminhado para a reciclagem e transformado em sabão, detergente e matéria-prima para fabricação de outros produtos.

ABC Paulista: o Instituto Triângulo atua na reciclagem de óleo de cozinha em São Paulo. 

As equipes vão até o local solicitado para a coleta, que deve ter no mínimo seis litros para solicitar o recebimento. 

A entrega do óleo em São Paulo também pode ser feita na ONG Trevo e Samorcc (Sociedade dos Amigos e Moradores do Bairro de Cerqueira César).

Informações: www.triangulo.org.br

Florianópolis: na capital catarinense a coleta é feita pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

O projeto chamado Família Casca, recupera o óleo de cozinha e o transforma em combustível. 

Porém, o projeto faz a coleta do produto apenas na região próxima à universidade.

Outra maneira para fazer a descarte correto do óleo de bares e restaurantes em Florianópolis, é por meio da Associação Industrial e Comercial de Florianópolis, a Acif, que dirige o programa ReÓleo.

Informações: www.acif.org.br

Rio de Janeiro: no Rio de Janeiro, o óleo pode ser levado para os postos implantados pelo Programa de Reaproveitamento de Óleos Vegetais, o Prove.

Entre os postos de coleta, está o Circo Voador e também o Disque-Óleo: basta entrar em contato para a equipe desse programa visitar sua casa

Informações: www.disqueoleo.com.br – lá tem os números de telefone para você ligar.

Porto Alegre: a Prefeitura de Porto Alegre, através do Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU), realiza o Projeto de reciclagem de óleo de fritura. 

São 24 locais de coleta do produto, que será transformado entre outras coisas em resina de tintas, sabão e biodiesel. Informações: www.funverde.org.br