- PUBLICIDADE -

Error: Embedded data could not be displayed.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Pesquisa revela como os pesadelos afetam a saúde das pessoas

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Estudo revelou que os pesadelos, além de causarem traumas, podem alterar os níveis de cortisol e assim afetar a saúde das pessoas.

Você certamente já teve o sono interrompido por um ou mais pesadelos, não é mesmo?

Sabemos o quanto isso é ruim.

E agora estudo revelou que os pesadelos não só causam traumas, mas também podem prejudicar a saúde, especialmente de quem tem vários deles.

 Importantes e novas pesquisas na Alemanha descobriram que os pesadelos podem causar um aumento da resposta ao despertar do hormônio cortisol (CAR) – o hormônio do estresse.

A função do hormônio cortisol é ajudar o organismo a controlar o estresse, reduzir inflamações, contribuir para o funcionamento do sistema imunológico e manter os níveis de açúcar no sangue constantes, assim como a pressão arterial.

Mas em excesso o cortisol pode ser muito prejudicial.

Para avaliar como os pesadelos afetam a resposta ao despertar do cortisol, ou CAR, pesquisadores reuniram 30 voluntários que relataram ter pesadelos frequentes.

O CAR é uma parte do ritmo circadiano que causa um aumento do cortisol na primeira hora ao acordar. 

Quando estamos estressados, liberamos ainda mais cortisol.

E todo esse hormônio do estresse extra pode causar flutuações de humor, ganho de peso, problemas intestinais, elevação da pressão arterial, entre outros problemas.

Como foi feita a pesquisa

Para a realização da pesquisa, durante duas semanas, os participantes forneceram amostras de saliva e responderam a perguntas sobre seu sono e pesadelos. 

Então, depois de um relato sobre pesadelo, os pesquisadores compararam as medições do CAR com as coletadas após sonhos neutros (sem pesadelos).

O resultado foi que os pesadelos não só aumentaram o CAR dos participantes, como também causaram uma diminuição relatada no humor e na saúde geral, em comparação com os sonhos neutros. 

Além disso, observou-se problemas de saúde e redução da qualidade do sono nos participantes que tiveram pesadelo. 

Com base nas descobertas, a equipe sugere que fatores que afetam o sono – como os pesadelos – contribuem para níveis variáveis ​​no CAR todas as manhãs.

Veja também quais são os 5 maiores mitos sobre o sono, segundo cientistas.