- PUBLICIDADE -

Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Como fazer corante natural com frutas e legumes

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Se você deseja dar uma cara nova, por exemplo, a uma camiseta velha, veja como fazer isso com corantes naturais.

Imagine abrir seu armário e encontrar tudo em tons pastel, sem qualquer resquício de cor.

eNada de meias coloridas ou uma camisa roxa. 

É difícil imaginar como nossos tataravós viveram sem corantes sintéticos, mas você pode se surpreender ao saber o quão colorido o mundo antigo era. 

Em 2.600 a.C, os corantes eram feitos com água, óleo e pigmentos naturais derivados de recursos locais, incluindo plantas exóticas, insetos e vida marinha. 

Alguns corantes, como o roxo, eram feitos a partir de moluscos esmagados.

Hoje, 90% das roupas são tingidas sinteticamente.

Então, às vezes, é interessante relembrar nossas raízes e seguir o caminho natural. 

Se você deseja dar uma cara nova a uma camiseta velha, veja como fazer isso com corantes naturais.

Como fazer corante natural

Você vai precisar de: 

– Panelas pequenas
– Faca
– Filtro de pano ou papel
– Tigela grande
– Copo medidor
– Funil
– Jarras de vidro
– Bacia
– Elásticos (opcional, para tie-dye)
– Luvas
– Água
Sal
– Vinagre
– Ingredientes vegetais (veja abaixo)

Dependendo da cor que você deseja criar, os ingredientes variam e a experimentação é sempre fundamental. 

Sempre use material vegetal in natura e maduro – nunca seco.

Vamos às cores

  • Vermelho ou rosa: romãs, beterrabas, framboesas, cerejas, rosas vermelhas e  cor de rosa, hibisco. 
  • Laranja: cenouras, cascas de laranja, casca de cebola amarela. 
  • Amarelo: folhas de aipo, açafrão, páprica, margaridas e girassóis.
  • Verde: espinafre, salsa, folhas de hortelã, alcachofra.
  • Azul ou roxo: amoras, repolho roxo, uvas e mirtilos.
  • Marrom: raízes de dente-de-leão, casca de carvalho, casca de nozes, chás e café. 
  • Cinza ou preto: amoras, cascas de nozes.

Como fazer

Cubra a mesa ou o chão com folhas de jornal ou plástico para evitar manchas.

Para não manchar as mãos, use luvas.

Pique a fruta ou legume escolhido em pequenas porções para conseguir o máximo de cor possível.

Se a planta for resistente, esmague a raiz com um martelo para torná-la fibrosa.

Agora, você já pode preparar o tecido.

Ao tingir com ingredientes da natureza, o uso de tecidos naturais como musseline, seda, algodão e lã mostram os melhores resultados. 

Quanto mais clara a cor do tecido original, mais vibrante ficará quando for tingido.

Lave o tecido, mas não seque!

O tecido precisa estar úmido para reter o corante.

  • Para corantes à base de frutas, cozinhe o tecido em ¼ xícara de sal e 4 xícaras de água fria. 
  • Para corantes à base de vegetais, cozinhe em 1 xícara de vinagre e 4 xícaras de água. Ferva por uma hora e depois lave com água fria.

Processo 

Adicione os ingredientes naturais em uma panela pequena e cubra com água.

Coloque em fogo médio e deixe ferver por uma hora.

Desligue o fogo e deixe a água voltar à temperatura ambiente.

Despeje o corante frio através de um filtro e diretamente na tigela de vidro ou em baldes. 

Mergulhe o tecido no recipiente com corante até atingir a cor desejada.

Em seguida, coloque o tecido em uma sacola plástica própria para micro-ondas e vede bem.  

Aqueça no micro-ondas por dois minutos e coloque a sacola em cima de toalhas de papel ou um prato para micro-ondas.

Retire com cuidado e deixe esfriar completamente durante a noite.

No dia seguinte, lave com água fria e deixe secar ao ar livre.

Para fixar ainda mais o corante, use um secador em alta temperatura por cerca de uma hora.

Lave a peça de roupa ou tecido apenas à mão, com sabão neutro e deixe secar longe das outras peças, para evitar que manchem.

Mais Lidas