segunda-feira, 18 outubro 2021
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

Como cuidar de cães e gatos no calor do verão: 8 dicas preciosas

Com a chegada do verão, cães e gatos costumam se sentir um pouco desconfortáveis. Assim, ajude o seu pet a passar bem pelo calorão da estação mais quente do ano.

As altas temperaturas do verão podem não ser tão agradáveis para cães e gatos.

Dessa forma, precisamos tomar alguns cuidados para os animaizinhos passar pela estação com saúde e bem-estar.

Confira oito dicas para o seu pet passar bem na temporada das altas temperaturas.

Dicas de como cuidar do pet no calor

Filtro solar

Parece estranho, mas alguns pets podem precisar de filtro solar.

Cães e gatos que têm o focinho rosado, por exemplo, estão sujeitos a queimaduras solares.

Portanto, uma das dicas de como cuidar do pet no verão é aplicar diariamente protetor solar nessa região, como os protetores caseiros – que não dão alergias.

Além disso, proteja partes que ficam mais expostas, como o abdômen e as mamas.

Converse com o veterinário do seu animal para saber qual o protetor mais adequado.

Hipertemia (excesso de calor)

Alguns animais podem apresentar uma alta significativa na temperatura corporal nos dias mais quentes.

E isso requer atenção!

De acordo com médicos veterinários, o principal sintoma é a respiração ofegante.

Também a falta de apetite e fadiga.

Assim, se você percebe esses sinais no seu pet, em dias muito quentes, recomenda-se um banho frio.

Porém, se os sintomas persistirem por mais de dois dias, procure um profissional.

A hipertemia, em casos mais graves, pode até provocar desmaios e mau súbito no animal.

Não deixe também seu pet sozinho no carro!

Isso merece uma atenção especial.

Não são raros os casos de donos que deixam cães ou gatos sozinhos dentro do automóvel no calor e as conseqüências são terríveis…

Com os vidros fechados, o ambiente esquenta mais ainda – o que pode levar a hipertermia rapidamente.

E não adianta ligar o ar condicionado!

Portanto, no nerão NUNCA deixe o bichinho no carro só, por tempo nenhum

Assim, durante as épocas de alta temperatura, é melhor deixar o cão ou o gato em casa.

Esses cuidados devem ser ainda mais observados com os pets considerados braquicefálicos, que são aqueles com focinho curto.

Por exemplo, gatos persas ou cães das raças bulldog. pug, e shih-tzu.

Isso porque esses animais possuem mais tendência à hipertermia, devido ao canal nasal ser mais curto.

Dessa forma, o ar quente aspirado chega mais rápido à circulação sanguinea.

Pulgas e carrapatos

Devido às altas temperaturas, cães e gatos costumam ficar com a pelagem mais úmida.

Assim, a incidência de pulgas e carrapatos nos pets tende a ser maior.

A dica é manter as ações contra os parasitas em dia, sobretudo nesta época de intenso calor.

Horários mais adequados

Nos dias quentes, prefira passear com o pet das 7h às 9h.

Ou após as 16h.

Nestes períodos, a incidência de raios solares nocivos é bem mais baixa para os animais, assim como para nós.

De preferência, coloque sapatinhos protetores, a fim de evitar que animal queime as patas no solo quente.

Já há no mercado palmilhas protetoras de silicone.

Além disso, nada de exagerar nas atividades físicas.

Assim como nós, os bichinhos se cansam mais no calor.

Parques e praias

Só leve o seu animal em locais que permitam a entrada deles.

Ainda assim, certifique-se de que há sombra no local, pois o calor intenso pode prejudicá-los.

E ao levar o animal, em especial, à praia, dê um banho quando chegar em casa.

A areia acumulada nos pelos pode facilitar o ataque de parasitas, além de causar alergias.

Tosa e escovação

Animais que possuem pelos que crescem devem ficar bem tosados durante o verão.

A escovação também é importante e deve ser constante.

Isso porque os animais soltam mais pelos durante as épocas de altas temperaturas.

Assim, ajude seu animalzinho a se livrar da pelagem solta e ficar mais à vontade e confortável, escovando-o com frequência.

Alimentação

Em especial no verão, evite mudar a dieta do seu cão ou do seu gato.

Assim como nós, seres humanos, as altas temperaturas não combinam com mudanças bruscas na alimentação.

Dessa forma, mantenha a alimentação habitual e evite oferecer alimentos gordurosos ou pesados aos pets.

Dar alimentos estranhos ou inadequados é ainda mais perigoso para os animais nessas épocas. Isso pode resultar em problemas gastrointestinais e alergias alimentares.

Janelas

Como o animal sente mais calor nessa época do ano, não é raro que ele fique de olho nas janelas – em especial, os gatos.

Assim, prepare a casa para o seu amigão!

Coloque telas ou suportes de proteção em janelas.

Caso contrário, o pet pode se sentir tentado a se refrescar em uma janela não protegida… Já pensou?

Água fresca

Por fim, troque com mais frequência a água do seu pet.

Mantenha-a sempre fresquinha e não deixe faltar.

A hidratação é muito importante, em especial, no verão e em todos os dias de altas temperaturas.  

- PUBLICIDADE -

Veja Também

Redes Sociais

3,436,539FãsCurtir
159,642SeguidoresSeguir
569,176SeguidoresSeguir
522SeguidoresSeguir
3,861SeguidoresSeguir
564,000InscritosInscrever
- PUBLICIDADE -

Últimas Publicações

- PUBLICIDADE -