Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram

Como alimentar o bebê

Perto dos seis meses de idade, introduza sucos (laranja-mimo, maçã, maça com cenoura, maçã com beterraba).

Depois acrescente à alimentação papinhas e sopinhas processadas, com pouquíssimo sal, pois o bebê nessa fase não tem o paladar como o nosso. Portanto, não precisa de comida muito temperada. Basta cozinhar os vegetais com uma pitadinha de sal e água. Cozinhe por no máximo dez minutos e liquidifique bem. Pode colocar umas gotinhas de azeite extravirgem antes de dar ao bebê.

Também são muito úteis os chazinhos bem fraquinhos e sem açúcar nem mel (hortelã, camomila, erva-doce, alecrim, eucalipto). Habitue seu bebê a tomar chá. Assim, quando ele estiver doente, não terá dificuldade para tomar tal bebida.

Vá adicionando outros alimentos e observando as reações: se o bebê está fazendo cocô direitinho e não está com gases, ótimo sinal.

À medida que ele for crescendo, acrescente às sopinhas alguns temperos, como salsinha e cebola – pouquinho.

Demore muito a liberar doces. Em festas, não estimule seu bebê a tomar refrigerante. Leve sempre água, água de coco, chá, para dar-lhe caso ele tenha sede.

Quando ele estiver maior, em vez de dar biscoito comum, prefira os integrais, mas leia sempre o rótulo para ver os ingredientes. Fuja dos que têm glutamato, gordura vegetal, corante, conservante, cebola em pó (só Deus sabe o que entra nela). Se tiver tempo, faça bolachinha com gengibre e biscoitinhos caseiros.

E lembre-se: a educação alimentar que recebemos quando somos pequenos vai ser levada para a vida toda.

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

DEIXE SEU COMENTÁRIO

VEJA TAMBÉM