Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Cientistas provam que uma barba tem a mesma quantidade de bactérias que um vaso sanitário – saiba como se proteger!

Vamos falar de um assunto que é intocável para muita gente: barba.

Sabemos que, em muitos casos, ela já faz parte da identidade do homem.

Houve um tempo em que a barba era sinal de respeito.

Mas aí ela ficou fora de moda…

Atualmente isso mudou e você já deve ter percebido que os barbudos estão outra vez na moda.

Hoje, porém, é apenas questão de estética.

Mas existe algo que vai desagradar a quem gosta de barba.

Segundo o microbiologista John Golobic, da Quest Diagnostics, no Novo México, os pelos que dão charme aos homens possuem tanta bactéria e matéria fecal quanto um vaso sanitário.

Chocante, não é?

O especialista estudou a barba de vários voluntários e descobriu que além das bactérias comuns, também havia a presença das mais perigosas, que causam até infecção intestinal.

Por isso, pessoas barbudas têm mais chances de desenvolver problemas na pele, como alergias e foliculite.

Manter a higiene da barba não é só questão de preservar apenas o dono dela, mas quem entra em contato com ele.

O beijo, por exemplo, ainda que seja apenas na bochecha, transmite muitas bactérias.

Se você não abre mão dos pelos faciais, o que é muito comum, recomendamos o uso de condicionador e um trato frequente.

Existem boas marcas de xampu.

Mas procure um o mais natural possível, que não possua parabenos em sua composição.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

DEIXE SEU COMENTÁRIO