Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram

Cientistas encontram perigosa substância cancerígena em ração de cachorro

Quem acompanha o Cura pela Natureza já deve ter lido por aqui algumas matérias sobre o glifosato, um herbicida considerado genotóxico e cancerígeno.

Pois agora cientistas a presença de glifosato em alimentos populares para animais de estimação.

A notícia é preocupante.

Pesquisadores da Universidade de Cornell, em Nova Iorque, dizem que 18 alimentos diferentes – incluindo o filé premium da IAMS, a pedigree adult complete Nutrition e a Cesar Home Delight Beef Stews – tinham níveis consideráveis de glifosato.

Além disso, o Environmental Working Group divulgou um estudo que encontrou níveis "prejudiciais" do produto químico em 26 marcas populares de cereais, incluindo Honey Nut Cheerios, Quaker Oatmeal Squares Honey Nut e Quaker Overnight Oats.

Os 18 alimentos testados continham misturas de ingredientes vegetais e de carne, e um produto foi certificado como livre de glifosato.

Mas atenção: como não há dados suficientes para determinar o efeito do glifosato em animais domésticos, a equipe usou as diretrizes para humanos como referência.

O atual limite recomendado pela Agência de Proteção Ambiental ao glifosato nos alimentos é de 30 partes por milhão (ppm).

CURA PELA NATUREZA – LEIA AQUI AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Usando uma ferramenta de cálculo, os pesquisadores disseram que a exposição mediana dos cães não seria superior a 0,7% do limite estabelecido para adultos americanos.

Importante: os resultados mostraram que todos os produtos continham glifosato em concentrações variando de 80 a 2.000 microgramas de glifosato por quilograma.

Em março de 2015, a Organização Mundial de Saúde concluiu que o herbicida é "provavelmente carcinogênico para humanos".

Se ele pode causar câncer em seres humanos, tudo indica que também pode nos animais.

Este blog de notícias sobre tratamentos naturais não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

VEJA TAMBÉM

DEIXE SEU COMENTÁRIO

PUBLICIDADE