Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Cientistas descobrem tratamento que faz coração se recuperar mesmo após um ataque cardíaco

Esta é uma notícia maravilhosa para todas as pessoas que sofrem de doenças do coração.

Finalmente, existe a esperança de haver uma terapia que vai ajudar a curar o nosso órgão mais importante mesmo depois de um ataque cardíaco.

Muitas pessoas no mundo vivem com um coração debilitado, enfraquecido, especialmente aquelas que tiveram de operar o órgão.

Mas isso agora começar a mudar.

Um tratamento revolucionário pelo qual o coração é estimulado a se curar naturalmente após um ataque cardíaco está sendo desenvolvido por cientistas.

Pesquisadores da Universidade de Oxford e da Universidade College London descobriram que o coração pode conseguir se recuperar completamente e sozinho se lhe for dado o “gatilho” correto. 

É uma revolução na cardiologia que, se comprovada, mudará tudo.

Os cientistas desenvolveram um tratamento extraordinári que vai levar o coração a se recuperar totalmente mesmo após problemas muito sérios, como um infarto ou ataque cardíaco.

O que os pesquisadores descobriram foi que, com a estimulação adequada do músculo, o coração pode se regenerar de uma maneira natural.

Os cientistas descreveram a sua descoberta como “uma nova etapa emocionante” e acreditam que ela pode ser usada para tratar a insuficiência cardíaca.


Para aclarar, a insuficiência cardíaca geralmente ocorre depois de graves problemas, como um ataque cardíaco, quando o coração se enfraquece e perde a capacidade de bombear o sangue.

Infelizmente, um quarto dos pacientes que foram diagnosticados com a função cardíaca deteriorada morre nos 5 anos seguintes, e apenas um pequeno número de tratamentos médicos ou operações podem retardar ou parar esse processo degenerativo.

Além disso, o número de pacientes com insuficiência cardíaca está aumentando à medida que a população envelhece e alguns estudos sugerem que as taxas duplicaram desde a década de 1980.

O problema provoca falta de ar, fadiga e também aumenta o risco de acidente vascular cerebral (AVC), coágulos sanguíneos e de mais ataques cardíacos, enfim, causa uma profunda debilidade, pois o coração é incapaz de bombear o sangue para todo o corpo.

Mas agora surge uma luz.

Em seus experimentos de laboratório, os cientistas da Universidade de Oxford e da Universidade College London descobriram que, depois de um ataque cardíaco, o coração começa a se curar de uma forma natural e começar a criar novos vasos linfáticos, que são fundamentais para o transporte de células mortas e bactérias, e, assim, inicia-se a recuperação do órgão. 

No entanto, esse processo natural é muito lento e muitas vezes não atinge a plena recuperação, e isso pode ser fatal para o paciente.

Mas é possível acelerar esse processo com a ajuda de uma proteína chamada VEG FC. 

E agora eles esperam desenvolver um tratamento que seja capaz de levar o coração a curar a si mesmo através da utilização dessa proteína. 

O professor Paul Riley , da Universidade de Oxford, declarou: “Nós provamos que, se dado o estímulo certo após um ataque cardíaco, há uma resposta significativa do sistema linfático, o que aumenta o processo de cura do coração e deixa os danos para trás”.

Agora resta-nos torcer para que a pesquisa finalize com êxito e todo esse avanço chegue à população.

Fonte da matéria: jornal britânico <Daily Mail>

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

DEIXE SEU COMENTÁRIO

VEJA TAMBÉM