Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram

Cientista descobrem algo muito preocupante sobre o açúcar: ele não só alimenta as células cancerosas – ele faz algo bem pior!

O açúcar alimenta o câncer, e já escrevemos várias matérias sobre isso.

É estranho saber que ainda hoje essa informação tão importante não é conhecida por todos.

Se uma pessoa sofre desse mal, o primeiro passo é cuidar da dieta.

É crucial cortar o açúcar e investir numa alimentação saudável.

No entanto, temos outra declaração a fazer: açúcar também produz células cancerosas.

Otto Warburg, ganhador do Prêmio Nobel de medicina de 1931, sabe mais do que ninguém sobre a estreita relação entre o câncer e o açúcar.

Ele concluiu:"Para o câncer, há apenas uma causa nobre. Resumida em poucas palavras, a principal causa do câncer é a substituição da respiração de oxigênio nas células normais do corpo por uma fermentação do açúcar".

Na década de 1970, o dr. Linus Pauling (um dos maiores químicos de todos os tempos e vencedor do Prêmio Nobel em 1954) descobriu que a vitamina C ajuda  a proteger nosso corpo contra doenças.
 
E, nessa pesquisa, o dr. Pauling descobriu que o açúcar faz o inverso, ou seja, dificulta a cura.

Outro estudo, publicado em 2013 e 2014 no Journal Of Clinic Investigation, mostrou que o açúcar não só alimenta as células cancerosas, mas também produz esse tipo de células.

Isso porque esse veneno tão saboroso é absorvido pelo corpo de uma maneira diferente de qualquer outro alimento.

A reação é caótica e produz radicais livres, o que danifica a estrutura celular até formar tumores.

Pesquisadores do Huntsman Cancer Institute, em Utah, foram os primeiros a descobrir que o açúcar "alimenta" tumores.

Em um artigo publicado na revista Proceedings, da Academia Nacional de Ciências, Don Ayer, Ph.D., professor no Departamento de Ciências Oncológicas da Universidade de Utah, disse: "É conhecido desde os anos 1920 que células cancerosas usam muito mais glicose do que células normais. Nossa pesquisa ajuda a mostrar como esse processo ocorre e como ele pode ser interrompido para controlar o crescimento do tumor ".

Dr. Thomas Graeber, professor de farmacologia molecular e médica, investigou a forma como o metabolismo da glicose afeta os sinais bioquímicos presentes nas células cancerosas.

Na pesquisa publicada na revista Molecular Systems Biology, Graeber e seus colegas demonstraram que a fome de glicose, isto é, o ato de privar as células cancerosas de glicose, ativa um significativo circuito de amplificação metabólica que leva à morte dessas células.

A eliminação do açúcar, portanto, e de tudo que vire glicose no organismo (como pão, macarrão, arroz) poderia ser algo a ser adotado na tentativa de melhorar os resultados de tratamentos de câncer.

O aumento dos níveis de insulina é pró-inflamação e pró-câncer e pode promover a proliferação de células tumorais.

Logo, quanto menos açúcar você ingerir, mais chances estará dando ao corpo de funcionar corretamente.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

DEIXE SEU COMENTÁRIO

VEJA TAMBÉM