Ciência estuda idoso de 93 anos que apresenta idade biológica de 30

Imagem: Reprodução

O irlandês Richard Morgan surpreendeu os pesquisadores devido a sua notável saúde.

Cientistas da Universidade de Limerick, na Irlanda, estudam o caso impressionante de Richard Morgan, um idoso de 93 anos que tem a saúde biológica de um jovem de 30 anos. 

Com 80% de músculos e apenas 15% de gordura, ele possui um “motor aeróbico” comparável ao de uma pessoa de 30 ou 40 anos.

Morgan conquistou quatro campeonatos mundiais de remo, exibindo notáveis níveis de resistência e força, mesmo tendo iniciado a prática de exercícios físicos apenas aos 70 anos.

Qual o segredo?

O segredo da longevidade de Morgan é uma rotina de exercícios físicos e alimentação saudável.

Conhecido como o “atleta centenário”, ele rema 30 km por dia, treina com pesos para fortalecimento, e mantém uma dieta rica em proteínas para acelerar o metabolismo e construir músculos.

Além disso, ele já remou o equivalente a 10 voltas ao redor do mundo.

Coração muito saudável

Ciência estuda idoso de 93 anos que apresenta idade biológica de 30
Imagem: Reprdução

Em estudo, os pesquisadores monitoraram a atividade cardíaca, pulmonar e muscular de Morgan durante a remada.

Ele alcançou um pico de 153 batimentos por minuto, superando a frequência cardíaca máxima esperada para sua idade, indicando um coração excepcionalmente forte e saudável aos 93 anos.

Antes de se tornar um exemplo de envelhecimento saudável, Richard Morgan, que foi fabricante de baterias e padeiro, não praticava atividade física regularmente até os 70 anos.

Ele começou do zero, descobrindo o prazer na prática de exercícios, e hoje é um estudo de caso notável para um envelhecimento saudável e em boa forma.

Benefícios do exercício físico na velhice

Praticar 20 minutos diários de atividade física reduz significativamente o risco de câncer, demência e doenças cardíacas, superando a eficácia de alguns medicamentos.

Um estudo de 2004 revelou que pessoas com 65 anos ou mais que se exercitavam tinham 28% menos risco de morrer por qualquer causa. 

Atividade física moderada de 150 a 299 minutos por semana também diminui a mortalidade em 20 a 21%. 

Richard Morgan exemplifica que nunca é tarde para iniciar cuidados com a saúde e dedicar-se ao exercício físico.