Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram

Chá durante a gravidez: atenção nunca é demais

As ervas são poderosíssimas, mas devem ser tomadas com precaução e por períodos curtos, sobretudo na gravidez. A gestante pode tomar somente chás leves e que não sejam amargos, como camomila, eucalipto, folha de laranja, alfazema, erva-doce, e bem fraquinhos. O chá de boldo é proibido nos três primeiros meses de gravidez.




A gestante não deve tomar jamais chá de cravo-da-índia e chá de canela, para não causar danos seriíssimos ao feto, sobretudo o chá de canela com erva-doce ou com qualquer outra erva.


Outras plantas nocivas são absinto, abutua, alecrim, algodoeiro, cipó-mil-homens, arruda, espirradeira, losna e várias ervas amargas.


Lembro que provocar aborto com chá traz drásticas conseqüências para o feto e a gestante, e que o aborto é a segunda causa de morte de mulheres jovens. Portanto, não custa O CASAL ter muito cuidado para não gerar um ser humano que, de tão rejeitado, será jogado fora como um estorvo e, o pior, sem ter culpa de nada. Existem vários métodos anticoncepcionais, principalmente o preservativo, que não deve ser visto como um empecilho, mas como uma barreira contra gravidez indesejada e, principalmente, contra doenças sexualmente transmissíveis.
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

DEIXE SEU COMENTÁRIO

VEJA TAMBÉM