- PUBLICIDADE -

Error: Embedded data could not be displayed.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Chá de pimenta com mel: ajuda a combater a tosse naturalmente

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

O chá de pimenta com mel ajuda a combater a tosse, pois os ingredientes têm ação expectorante, que ajuda a acalmar a irritação do trato respiratório.

A tosse é um mecanismo de defesa do corpo contra algo que esteja acometendo o sistema respiratório.

Na tentativa de proteger o pulmão, o corpo tenta expulsar qualquer patógeno que está causando irritação ou inflamação.

Sempre que essas condições aparecem, é comum as pessoas recorrerem à farmácia em busca de algum medicamento para aliviar a tosse.

Porém, é sempre bom dar um descanso aos antibióticos e se tratar com remédio natural, que não agride o organismo.

Isso porque, de acordo com novas diretrizes de saúde do Instituto Nacional de Saúde e Cuidados Excellence (NICE) e a Public Health England (PHE), na Inglaterra, quando estiver com tosse, aconselha-se um tratamento natural em vez de se automedicar com antibióticos.

Por isso, fazer um chá natural é uma forma muito prática de cuidar do problema. 

E uma boa alternativa é o chá de pimenta com mel, que, enriquecido como gengibre e limão, possui propriedades expectorantes que acalmam a tosse.

Chá de pimenta com mel

Esta infusão ajuda a combater a tosse, pois os ingredientes têm ação expectorante, que ajuda a acalmar a irritação do trato respiratório.

Ingredientes:

  • 2 xícaras de água
  • 1 colher (chá) de pimenta-do-reino moída na hora
  • 1 colher (sopa) de mel puro
  • Suco de 1/2 limão
  • 1 colher (chá) de gengibre ralado

Modo de preparo:

Coloque a água em uma panela e deixe ferver.

Quando atingir o ponto de ebulição, desligue o fogo, adicione a pimenta, o suco de limão e o gengibre.

Tampe a panela e deixe em infusão em temperatura ambiente por dez minutos.

Em seguida, coe e adoce com mel.

Modo de consumo:

Divida o chá em três doses iguais e tome da seguinte maneira:

  • Primeira dose: beba pela manhã em jejum, 30 minutos antes do café da manhã.
  • Segunda dose: tome meia hora antes do almoço.
  • Terceira dose: consuma 30 minutos antes do jantar.

Faça o tratamento até controlar completamente a tosse.

Importante: se a tosse persistir por mais de cinco dias, consulte um médico, já que essa condição pode indicar a existência de complicações mais graves.

Contraindicação:

Embora seja um remédio natural, esse chá é contraindicado em alguns casos.

Gestantes e lactantes devem consumir apenas sob indicação e supervisão médica.

Pacientes com doenças intestinais, como a doença de Crohn ou cólon irritável não devem consumir a infusão.

Pessoas que estão fazendo algum tratamento médico também não podem tomar esse chá, para não causar alteração no medicamento.

Além disso, não tome mais do que a quantidade indicada, pois se consumido em excesso pode ser prejudicial.

Caso tenha dúvidas, consulte um profissional de saúde antes de tomá-lo.

Benefícios da pimenta-do-reino

A pimenta-do-reino é composta por um princípio ativo chamado piperina.

Essa substância proporciona efeitos antioxidantes e anti-inflamatórios.

Com isso, ajuda a cessar os efeitos dos radicais livres nas células, impedindo que doenças crônicas se desenvolvam.

Além disso, no caso de fumantes, ela ajuda a expelir as toxinas oriundas do cigarro.

O consumo regular da pimenta ajuda no fortalecimento das funções do sistema imunológico.

Desta forma, auxilia o organismo na luta contra substâncias irritantes e patógenos que afetam a saúde respiratória.

A pimenta-do-reino também possui propriedades antibacterianas, favorecendo a luta do organismo contra diversas infecções.

Por sua vez, pelo fato de possuir capsaicina, um químico eficaz para abrir as vias aéreas e melhorar a circulação sanguínea, a pimenta ajuda no combate dos sintomas de resfriados e processos respiratórios.

Benefícios do mel

O mel possui ação antibacteriana.

Com isso, as enzimas como a glicose oxidase auxiliam na liberação de compostos que atuam contra bactérias.

Ele ajuda a aliviar as várias membranas irritadas no fundo da garganta, protegendo as mucosas e melhorando a irritação. 

Além disso, suas propriedades antioxidantes, antimicrobianas e anti-inflamatórias, intensificam a lubrificação do trato respiratório superior, como a faringe, laringe e boca.

Por fim, o mel possui em sua composição vitamina C e flavonoides, que proporcionam ação analgésica e antiviral.

Benefícios do limão

O limão é rico em vitamina C, que ajuda a fortalecer o sistema imunológico.

A fruta também possui propriedades bactericidas e antivirais.

O limão elimina a fleuma e reduz a secura da garganta, além de abrir os pulmões.

Além disso, possui propriedades antioxidantes que ajudam a diminuir a inflamação das vias respiratórias.

Com isso, alivia os sintomas da tosse e acelera a recuperação de gripes e resfriados.

 Benefícios do gengibre

O gengibre é rico em nutrientes como fósforo, potássio, niacina e vitamina C , que ajudam a fortalecer o sistema imunológico para combater vírus e bactérias que podem invadir nosso corpo e afetar nossa saúde.

Esta raiz possui outras propriedades que são eficazes contra a tosse:

  • Poder analgésico e anti-inflamatório: alivia a sensação de cócegas, rouquidão e inflamação na garganta.
  • Efeito quente no corpo: por ser termogênico, o gengibre tem um efeito de aquecimento no corpo, ajudando, portanto, a limpar e descongestionar o sistema respiratório. Além disso, o gengibre também atua como relaxante muscular, aliviando os espasmos associados à tosse intensa.
  • Combate os germes: o gengibre contribui para o fortalecimento do sistema imunológico, combatendo a proliferação de vírus e bactérias.
  • Teor de oleorresina: o gengibre contém um tipo muito particular de óleo essencial, conhecida como oleorresina. Essa substância, segundo estudo do Departamento de Ciencias de Alimentos Y Biotecnología (DECAB), de Quito – Equador, tem potencial para tratar a tosse e outros sintomas associados.

Além desse chá, procure fazer uma higienização correta das mãos.

Elas são o principal veículo de transmissão de microrganismos. 

Portanto, quando higienizadas corretamente, evita-se a  propagação de diversas doenças, incluindo aquelas responsáveis pelos sintomas da tosse.

Por fim, mantenha o ambiente sempre úmido com umidificadores ou toalhas molhadas e procure deixar a casa arejada, livre de poeira e ácaros.