- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

Chá de malva: melhor remédio para dor de garganta e soltar o catarro

Saiba os principais benefícios do chá de malva e as contraindicações dessa poderosa bebida natural.

Conhecida cientificamente como Malva silvestrys, essa planta medicinal é muito usada, principalmente, no tratamento de infecções.

Malva-cheirosa, malva-silvestre e rosa-cheirosa são alguns dos nomes pelos quais a flor também é conhecida.

Assim como a maioria das plantas medicinais, a malva pode ser encontrada em lojas de produtos naturais, mercados, farmácias e feiras livres de todo o país.

Propriedades medicinais da malva

Como já dito anteriormente, o chá de malva é uma das primeiras opções quando o assunto é infecção.

Ele é muito usado para combater dor de garganta, dor de barriga e excesso de catarro e todas as condições provocadas por infecções bacterianas.

O composto também é indicado para úlcera, gastrite, esofagite, laringite e tosse persistente, pois tem efeito de alívio nos sintomas dessas enfermidades.

Além disso, o chá de malva tem efeitos laxantes, diuréticos, emolientes e expectorantes.

É, dessa forma, um aliado para prisão de ventre, problemas renais e problemas respiratórios.

Além do uso da malva para se fazer chá, a planta também pode ser usada de outras maneiras.

Outra forma comum do uso medicinal da Malva é a confecção de um cataplasma, usando as folhas da malva trituradas.

Como fazer o chá de malva

Ingredientes:

  • 2 colheres (sopa) de folhas secas de malva
  • 1 xícara (250 mL) de água

Modo de preparo:

Coloque a água para ferver.

Quando a água já estiver em ponto de fervura, adicione as folhas de Malva.

Espere ferver bem e desligue o fogo.

Deixe a bebida esfriando por cerca de dez minutos.

Depois de passado esse tempo, coe e sirva.

O chá pode ser consumido três vezes ao dia.

Efeitos colaterais e contraindicações

O principal e possível efeito colateral do chá de malva é a intoxicação.

A bebida não deve ser ingerida continuamente por longos períodos de tempo.

Além disso, mulheres grávidas ou amamentando não devem tomar o chá de malva.

O chá pode ainda ser contraindicado para o consumo junto com outros remédios.

É recomendado que o intervalo de pelo menos uma hora deva ser respeitado entre a ingestão do chá de malva e de outro medicamento.

- PUBLICIDADE -

Veja Também

Redes Sociais

3,436,539FãsCurtir
159,642SeguidoresSeguir
582,262SeguidoresSeguir
522SeguidoresSeguir
3,919SeguidoresSeguir
564,000InscritosInscrever
- PUBLICIDADE -

ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -