- PUBLICIDADE -

Error: Embedded data could not be displayed.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Chá de cavalinha: benefícios que você não conhece

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

A cavalinha tem diversos benefícios que muita gente não sabe. Conheça agora mesmo os poderes dessa erva e resolva diversos problemas com ela.

A erva cavalinha é mais conhecida pelas suas propriedades diuréticas.

Além disso, possui ação:

  • Antioxidante
  • Anti-inflamatória
  • antidiabética
  • Antimicrobiana;
  • fortalecedora dos ossos

No entanto, os benefícios da cavalinha vão além.

Há muitas propriedades que podem ser empregadas na estética e também na saúde.

Muita gente desconhece esses usos da erva.

Assim, selecionados utilidades interessantes que você pode ter com essa erva.

Usos surpreendentes da cavalinha

Cavalinha como xampu

O uso da erva pode resultar em um xampu que ajuda muito a recuperar fios danificados.

Ou, então, manter os cabelos limpos, brilhantes e fortalecidos.

Para fazer o xampu caseiro com cavalinha, você vai precisar de:

  • 1 punhado de cavalinha
  • 1 xícara (chá) de água
  • 100 ml de xampu de boa qualidade.

Modo de preparo:

  • Ferva a água.
  • Em seguida, adicione a erva.
  • Então, deixe a infusão fervendo por 5 minutos.
  • Desligue o fogo e abafe a mistura por 10 minutos, a fim de apurar.
  • Coe a infusão e aguarde esfriar.
  • Então, misture esse chá no xampu convencional.

Forma de uso:

Use esse xampu caseiro de duas a três vezes por semana e verá fios mais fortes e reconstruídos.

Para limpar a pele

A cavalinha é uma ótima forma de limpar e desodorizar a pele.

Além disso, é uma opção barata e natural para conservar a beleza e a saúde da pele.

A erva limpa os poros sem agredir ou ressecar a pele.

Por outro lado, contribui também para a boa hidratação.

Você pode, por exemplo, preparar um chá com a erva e deixá-lo na geladeira.

Assim, sempre que preciso, limpe a pele com essa infusão, com o uso de um algodão ou gaze.

Cavalinha para as unhas

Devido á ação antioxidante e anti-inflamatória da erva, é uma excelente opção para evitar infecção nas cutículas.

Em especial, para quem retira o excesso de cutícula e acaba deixando uma via para fungos e bactérias.

Sempre que remover as cutículas, aplique um chá de cavalinha concentrado nas unhas.

Por exemplo, embeba algodão na infusão e deixe por uns dez minutos sobre as cutículas.

Além disso, esse uso da erva ajuda a manter as unhas mais fortes.

Faça o procedimento da aplicação da cavalinha nas unhas uma ou duas vezes na semana, para fortalecimento.

Escalda-pés

O chá de cavalinha também é um excelente ingrediente para preparar escalda-pés.

Isso porque a erva contribui para a estimulação do sangue, além de relaxar os músculos.

Assim, sabe aqueles dias que os pés ficam inchados doloridos e até formigam?

Experimente incluir cavalinha na água para o escalda-pés.

Adicione sal de Epsom também, se possível.

Deixe os pés descansando nesse preparado por 30 minutos ou mais.

Fim das olheiras com a cavalinha

As olheiras são um verdadeiro pesadelo para muita gente.

No entanto, a erva pode ajudar a por um ponto final nesse problema que incomoda tanto.

Para isso, basta preparar uma infusão bem concentrada da erva.

Em seguida, deixe gelando.

Faça compressas geladas nos olhos.

Mas atenção: não aplique o chá de cavalinha quente ou morno na região, pois o efeito será contrário.

Ou seja, as olheiras podem ficar mais evidentes ainda!

Essa erva descongestiona as bolsas inferiores dos olhos.

Além disso, estimula a circulação – o que ajuda muito a desinchar e reduzir aparências mais escurecidas da região.  

Mais informações importantes sobre a cavalinha

A cavalinha recebe o nome cientifico de Equisetum arvense.

Ela é conhecida como cavalinha-dos-campos, cauda-de-cavalo e cola-de-cavalo.

Embora os benefícios dessa erva sejam comprovados, em alguns caso, o seu chá deve ser usado apenas com supervisão profissional.

Por exemplo, a erva não é indicada para gestantes ou mulheres em fase de amamentação.

Isso porque a cavalinha é rica em alcalides.

Assim, pode estimular partos prematuros.

Além disso, pode reduzir o apetite (isso não faz bem para mulheres grávidas ou que estão amamentando)

Não se recomenda o chá de cavalinha para crianças ou bebês.

Neste caso, devido a pequenas quantidades de nicotinha presente na erva – o que pode fazer mal aos pequenos.

Além disso, pessoas que costumam ter queda de pressão devem ficar atentas ao uso excessivo do chá de cavalinha.

Em razão do poder diurético da erva, a pressão sanguínea pode “despencar” em algumas indivíduos.

Os resultados podem ir de mal-estar passageiro até desmaios.

Pessoas com problemas gástricos avançados só devem consumir a cavalinha com autorização médica.

Isso porque a erva é rica em silicatos.

Os silicatos costumam agredir as paredes gástricas.

Assim, o chá de cavalinha pode piorar problemas já existentes no aparelho digestivo de uma pessoa.

Por fim, o uso excessivo de qualquer composto, mesmo que natural, nunca é recomendado.

Sempre use com responsabilidade e, de preferência, com a supervisão de um profissional.