- PUBLICIDADE -

Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Chá de boldo: benefícios e contraindicações desse popular remédio natural

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Conheça as principais propriedades do chá de boldo, um dos produtos naturais mais conhecidos dos brasileiros.

O boldo é uma planta medicinal amplamente conhecida no Brasil e no mundo.

É usada para vários fins.

As formas de utilização das folhinhas de boldo vão desde chás e sucos até infusões aromáticas para banho.

Existem pelo menos duas espécies de boldo mais conhecidas.

São elas o boldo do Chile (Peumus boldus Molina) e o boldo brasileiro, ou, como também é conhecido, boldo falso (Plectranthus barbatus).

As duas variadades são amplamente comercializadas no país.

Pode-se encontrar tanto o boldo chileno quanto o brasileiro em lojas de produtos naturais, feiras, farmácias e supermercados.

Pode ser encontrado na forma de sachê para chá ou na famosa forma in natura, onde o boldo é vendido em punhados de folhinhas secas de tom amarelado.

As duas variedades têm benefícios em comum.

[SIGA O CANAL DO CURA PELA NATUREZA NO TELEGRAM

Mas alguns benefícios encontrados no boldo do Chile, podem não ser encontrados no boldo brasileiro, e vice-versa.

Confira agora 5 benefícios do chá de boldo para a saúde

Melhora o funcionamento do fígado e da vesícula

O boldo do Chile é dotado de uma substância alcalóode chamada boldina.

Por sua vez, o boldo brasileiro têm em sua composição a forscolina.

Ambas as substâncias estimulam a produção da vesícula biliar, o que ajuda no funcionamento do fígado.

A vesícula biliar também é muito beneficiada por essas substâncias, o que provoca um melhor funcionamento geral do órgão e o aumento da produção de bile.

Combate gastrite, azia e má digestão

Com uma maior produção de bile causada pela boldina e pela forscolina, a dissolução de gorduras é melhorada no organismo, aliviando assim a má digestão.

A presença dos alcaloides na composição do chá de boldo ajuda a equilibrar a ação dos ácidos estomacais.

Com a redução da acidez excessiva no sistema digestivo, os sintomas da azia também são aliviados.

Melhora o funcionamento do intestino

Os alcaloides presentes na composição do chá de boldo também atuam no relaxamento do intestino.

Esse relaxamento ocorre porque há uma regulação das atividades do órgão.

Sendo assim, infecções intestinais, prisão de ventre, gases e vermes são combatidos pelas substâncias, provocando uma sensação de barriga lisa e de bem-estar.

Combate a intolerância alimentar

O chá de boldo tem propriedades digestivas, anti-inflamatórias e anti-espasmódicas.

Isso faz com ele se torne um poderoso remédio para problemas digestivos comuns, como cólicas intestinais, refluxo e gases em excesso.

Cura a ressaca

Esta vai para quem não abre mão de uma cervejinha gelada ou uma generosa taça de vinho no fim de semana.

O chá de boldo pode ser um aliado e tanto para o dia seguinte àquela festa maravilhosa.

É que o boldo ajuda a depurar o acetaldeído, que é a substância responsável pela ressaca.

Quando se ingere álcool, o fígado libera essa substância, provocando boca seca, dor de cabeça e náuseas.

Além disso, como já sabemos, a boldina age na proteção e recuperação do fígado.

Como fazer o chá de boldo

Ingredientes:

  • 1 colher (chá) de folhas de boldo ou um sachê para chá de boldo
  • 150ml de água

Modo de preparo:

Coloque a água para ferver.

Quando estiver próximo da fervura, adicione as folhas ou o sachê de boldo e desligue o fogo.

Tampe a mistura e espere de cinco a dez minutos.

Depois de passado esse período, coe e sirva a bebida.

O ideal é a ingestão de duas ou três xícaras de chá de boldo durante o dia.

Sempre antes ou depois das principais refeições e antes de dormir.

Efeitos colaterais e contraindicações

O chá de boldo é praticamente sem contraindicações, mas desde que seja consumido da forma certa.

Por exemplo, o consumo contínuo da bebida por mais de 20 dias seguidos pode causar uma intoxicação no fígado com sintomas como vômito, náuseas e diarreia.

O chá de boldo não deve ser tomado por crianças e mulheres que estejam grávidas ou amamentando.

Nas grávidas, ele pode provocar um aborto ou a má formação do bebê, pois provoca intensas contrações uterinas.

Pessoas com hepatite, cirrose e pedra na vesícula também não devem ingerir a bebida.

O ideal é que o uso de bebidas à base de boldo, como o chá, seja monitorado por um profissional de saúde.

Mais Lidas