PUBLICIDADE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Chá caseiro de ervas para ajudar no tratamento de pedras nos rins

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Com esta combinação de ervas, você poderá tratar melhor os dolorosos cálculos renais.

O cálculo renal, conhecido popularmente como pedra nos rins, é um problema causado pela cristalização de sais minerais presentes na urina.

Eles se agrupam e formam uma pequena pedra dentro do trato urinário, porém, quando ela obstrui o escoamento da urina, dilata as estruturas internas do rim.

Desse modo, provoca a cólica renal que, de acordo com a crença popular, é uma das piores dores que alguém pode experimentar na vida.

Pacientes que já sofreram com isso a classificam como sendo pior que a dor de um parto, fratura óssea, queimaduras ou ferimento por arma de fogo.

Segundo o médico urologista Leonardo Ortigara, estima-se que entre 5 a 15% da população vai sofrer com pedra nos rins em algum momento da vida.

O principal grupo de risco são pacientes masculinos com faixa etária entre 35 e 45 anos.

No entanto, o problema pode acometer crianças, adultos e idosos de ambos os sexos.

Sintomas mais comuns

Existem duas situações para identificar que você está com cálculo renal.

Se a pedra estiver alojada no interior do rim, dificilmente seu corpo irá apresentar algum sinal.

Nesse caso, o problema só poderá ser detectado por meio de exame de urina, ultrassom ou tomografia.

Porém, se ela se deslocar pelo fluxo urinário e chegar até o ureter, que é o canal que liga o rim à bexiga, você sentirá sintomas como:

  • Ardência ao urinar
  • Sangue na urina
  • Cólica perto da região genital
  • Dor intensa no final das costas
  • Idas exageradas ao banheiro, mesmo sem urinar muito
  • Náuseas e vômitos

Chá de ervas para pedra nos rins

Se você está sofrendo com esse problema, pode apostar em uma combinação de ervas para ajudar no tratamento contra os dolorosos cálculos renais.

Ingredientes:

  • Chapéu-de-couro
  • Cana-do-brejo
  • Folhas do abacateiro
  • Quebra-pedra
  • Cavalinha
  • 1 litro de água fervente

Modo de preparo:

Coloque um punhado de cada erva em um recipiente com a água fervente, tampe e deixe em infusão por 20 minutos.

Depois coe e tome uma xícara de chá cinco vezes ao dia.

Benefícios das ervas

As ervas dessa infusão possuem propriedades diuréticas e anti-inflamatórias que ajudam no tratamento contra as pedras nos rins.

Confira os benefícios de cada uma delas.

Chapéu-de-couro

O chapéu-de-couro possui propriedades diuréticas, laxante, anti-inflamatória, depurativa e adstringente.

A planta é indicada para auxiliar no tratamento de problemas renais, estomacais e hepáticos.

Porém, é no sistema urinário que ele possui uma excelente ação, pois, devido à sua ação diurética, ajuda a eliminar as pedras, fazendo uma assepsia nas vias urinárias.

Cana-do-brejo

A cana-do-brejo é rica em substâncias anti-inflamatórias e diuréticas, contribuindo para a prevenção e tratamento de infecções no aparelho renal.

Por isso, ajuda na eliminação de pedras nos rins e evita que os cristais eliminados pelas pedras causem dores e/ou inflamações no aparelho urinário.

Folha de abacateiro

A folha de abacateiro (pé de abacate) contém propriedades anti-inflamatórias, bactericidas e diuréticas.

Por isso auxilia no tratamento de infecção urinária e de cálculos renais, pois ajuda a eliminar o sódio do organismo.

Assim, diminui a retenção de líquidos, fazendo com que o organismo filtre melhor a água ingerida, evitando o acúmulo de cristais.

Quebra-pedra

O chá de quebra-pedra tem ação diurética e evita o oxalato de cálcio, substância química responsável pela formação das pedras nos rins.

A infusão ajuda a converter os cristais de oxalato de cálcio em cristais di-hidratados, que possuem uma superfície menor.

Com isso, eles se aderem menos às vias urinárias, evitando formação de cálculos maiores.

A planta também combate a retenção de líquido e promove o relaxamento do sistema urinário, facilitando a eliminação da urina.

Cavalinha

A cavalinha tem excelente ação diurética, atuando diretamente na retenção de líquido.

Com isso, ajuda a eliminar as toxinas do organismo, previne o inchaço e auxilia no tratamento de problemas renais e urinários.

Dicas para evitar pedras nos rins

Cálculo renal é uma condição dolorosa, mas pode ser evitada se você ficar atento (a) aos seus hábitos alimentares e físicos.

Manter uma alimentação balanceada, consumir bastante líquido e praticar atividades físicas regularmente podem ajudar na prevenção.

Consuma diariamente no mínimo um copo de suco de laranja ou limão, pois são frutas ricas em ácido cítrico. 

Quando consumido nos alimentos, o ácido cítrico dá origem a um sal que impede a formação de cristais e pedras.

Evite também o consumo em excesso de alimentos ricos em oxalato, que é o principal causador de pedras nos rins.

Entre os alimentos ricos nessa substância destacamos a beterraba, a batata doce, o amendoim, o ruibarbo, o espinafre, o chá preto e o chocolate.

Além disso, controle o consumo de proteínas, pois em excesso podem acelerar o processo de formação das pedras.

Uma alimentação hiperproteica pode sobrecarregar a taxa de filtração dos rins, aumentando a acidez e a eliminação de cálcio pela urina.

Aproveite também para reduzir o sal comum nas refeições, pois ele contém bastante sódio.

Aqui no Cura pela Natureza já ensinamos algumas opções de temperos para reduzir o consumo de sal e/ou até mesmo substituí-lo.

Evite o consumo de bebidas alcoólicas, pois desidratam o corpo, facilitando a formulação de cálculos renais.

Por fim, pratique atividades físicas, pois ajuda o organismo a trabalhar melhor, além de controlar a obesidade e o diabetes, dois fatores que favorecem a formação de pedras nos rins.

Portanto, ao tomar esses cuidados e consumir o chá de ervas ensinado, você estará criando uma proteção muito forte contra esse problema tão desagradável.

Mais Lidas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a nossa Política de Privacidade.