Cão sociável: saiba o que fazer para acabar com o medo que seu pet tem da rua e das pessoas

Imagem: Depositphotos

Conheça algumas dicas comportamentais que podem ajudar o cão a superar esse trauma.

Os cães são animais de estimação populares e conhecidos por sua lealdade, companheirismo e capacidade de proporcionar alegria aos seus donos.

Existem muitas raças diferentes, cada uma com suas próprias características e temperamentos distintos.

Eles precisam de cuidados regulares, como alimentação adequada, exercícios, higiene e atenção veterinária. 

Por isso, antes de ter um cachorro, é importante considerar vários fatores, como, por exemplo:

  • Espaço disponível em sua casa;
  • Seu estilo de vida;
  • Tempo disponível para cuidar do animal;
  • Necessidades de exercício;
  • Tamanho da raça e compatibilidade com crianças e/ou outros animais domésticos.

Também é importante lembrar que ter um cão de estimação é uma responsabilidade de longo prazo, já que a maioria das raças vivem por muitos anos.

Por isso, certifique-se de estar preparado para fornecer cuidados contínuos ao seu pet ao longo de sua vida.

Ao adquirir/adotar um cão, você estará iniciando uma bela jornada de amizade e companheirismo.

Além disso, eles precisam de treinamento e socialização para se tornarem membros bem-comportados da família.

Ter um cão sociável é um objetivo desejado por muitos donos de animais de estimação.

É maravilhoso poder sair para passear com o seu pet e vê-lo interagir de forma amigável com outros cães e pessoas.

No entanto, alguns deles podem apresentar medo da rua e das pessoas, o que pode dificultar essa interação.

E ajudar um cão a superar esse trauma requer paciência, consistência e abordagens positivas.

Portanto, veja algumas dicas comportamentais que podem te auxiliar nesse processo.

Exposição gradual

Comece expondo seu cão a situações leves que o deixam desconfortável, ou seja, faça ele enfrentar o medo.

Por exemplo, fique perto da porta de casa por alguns minutos e, em seguida, recompense-o com petiscos e elogios.

Repita esse processo gradualmente, aumentando o tempo que você passa perto da porta.

Socialização controlada

Apresente seu cão a pessoas amigáveis e bem-comportadas em um ambiente calmo e controlado.

Peça aos visitantes para ignorarem o cão inicialmente e, gradualmente, permita que ele se aproxime e cheire as pessoas.

Reforce o comportamento calmo e positivo com recompensas.

Reforço positivo

Sempre que seu cão mostrar um comportamento corajoso e/ou confiante, recompense-o com elogios e petiscos.

Isso ajudará a associar a rua e as pessoas com experiências agradáveis.

Treinamento de obediência

Ensine comandos básicos ao seu cão, como sentar, ficar e vir.

Isso aumentará a confiança dele e fornecerá uma base sólida para trabalhar em situações desafiadoras.

Passeios progressivos

Inicie os passeios em áreas tranquilas e pouco movimentadas, aumentando gradualmente a exposição a lugares mais movimentados.

Fique atento ao comportamento do seu cão e, se ele estiver muito desconfortável, retroceda para um ambiente mais controlado.

Demonstre proteção

Seja o ponto de confiança para seu animal de estimação durante o treinamento para superar o medo.

Ou seja, demonstre para ele que sempre poderá confiar em você.

Isso deve ser consistente entre todas as pessoas que interagem com o pet. 

Mantenha práticas e ensinamentos semelhantes, independentemente de quem esteja conduzindo o treinamento.

Isso ajudará a fortalecer a confiança do animal em todas as situações e com diferentes pessoas.

Utilize guias na hora do passeio

As guias de passeio fazem alguns cães se sentirem mais seguros e, por isso, você pode utilizá-las para os passeios na rua.

No entanto, escolha as mais confortáveis, para não machucar o cão.

Busque a ajuda de um profissional

Se o medo do seu cão persistir ou piorar, considere buscar a orientação de um adestrador profissional ou de um comportamentalista canino.

Eles podem ajudar a identificar as causas subjacentes do medo e desenvolver um plano de treinamento personalizado.

Como melhorar o comportamento dos cães

Se o seu cão não tem um comportamento adequado, é agitado e pouco obediente, aqui estão algumas dicas gerais para ajudar a melhorar o comportamento dele.

Socialização

Socialize o seu cão desde filhote, expondo-o a diferentes pessoas, animais e ambientes.

Isso ajudará a desenvolver habilidades sociais e reduzir problemas comportamentais relacionados ao medo e à agressão.

Treinamento básico

Ensine ao seu cão os comandos básicos, como “sentar”, “ficar”, “deitar” e “vir”.

O treinamento básico ajuda a estabelecer uma comunicação clara com o seu cão e promove obediência.

Reforço positivo

Use reforço positivo, como petiscos, elogios verbais e carinho, para recompensar o bom comportamento do seu cão.

Isso ajuda a fortalecer as associações positivas e incentiva o comportamento desejado.

Consistência

Seja consistente na aplicação das regras e dos comandos.

Os cães se beneficiam da previsibilidade e estrutura, então é importante estabelecer expectativas claras e manter-se consistente com elas.

Exercício físico e mental

Certifique-se de que o seu cão receba exercícios físicos adequados, como caminhadas diárias e sessões de brincadeiras.

Além disso, forneça estímulos mentais, como brinquedos interativos e jogos de enriquecimento ambiental.

Um cão mentalmente estimulado é menos propenso a comportamentos indesejados.

Correção adequada

Quando o seu cão exibir comportamentos indesejados, redirecione-o para um comportamento apropriado e recompense-o quando ele o fizer.

Evite punições severas ou abusivas, pois isso pode causar medo e ansiedade no animal.

Evite reforçar comportamentos indesejados

Certifique-se de não recompensar inadvertidamente comportamentos indesejados. 

Por exemplo, se o seu cão pula nas pessoas, evite acariciá-lo ou dar atenção quando ele fizer isso, pois isso pode reforçar o comportamento.

Leia também: