Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Câncer de testículo: sintomas e outras pistas de uma ameaça desconhecida pela maioria dos homens!

O câncer, quase sempre,  dá alguns avisos.

São sinais que passam, na maioria das vezes, despercebidos, mas estão querendo nos avisar que algo diferente está acontecendo no nosso corpo.

O câncer nos testículos, por exemplo, tem vários sintomas visíveis, como caroços.

Para que você entenda melhor a doença, vamos falar um pouco sobre esse órgão masculino.

Os testículos produzem esperma e hormônios masculinos.

Em adultos, os testículos podem chegar ao tamanho de um bola de golfe, por exemplo.

Segundo a American Cancer Society, esse tipo de câncer pode atingir qualquer célula que estiver nos testículos.

No entanto, em 90% dos casos, as mais afetadas são as que produzem esperma.

No início do câncer, o testículo fica dolorido e muito sensível.

Também é comum o aparecimento de caroço, inchaço e até dor embaixo do ventre.

 

Além disso, o paciente tem a sensação de peso no escroto, que é resultado do acúmulo de líquido.

Há também quem sinta as mamas incharem – isso pode durar mais de duas semanas e, se for o caso, procure um médico.

Segundo a mesma organização americana, ter apenas um testículo atingido pelo câncer é o mais comum.

Ou, seja, raramente o problema ocorre nos dois testículos.

Além disso, a doença é mais comum entre os homens de 15 e 35 anos.

Este câncer é, portanto, basicamente uma doença de homens jovens e de meia-idade.

Sabe-se que, quanto mais rápido diagnosticar e tratar, maiores são as chances de cura.

Os fatores são:

– Deformação no testículo (um testículo muito pequeno ou exageradamente grande)

– Genética

– Idade: jovens e adolescentes são mais propensos a desenvolver o câncer

– Etnia: homens brancos têm mais chances de desenvolver o câncer do que homens negros.

Graças a Deus, as chances de cura são altíssimas, pois o tratamento geralmente é eficiente e seguro.

O risco de morte por causa desse mal é pequeno.

A cada 5.000 homens, em média, apenas um morre.

Mesmo assim, é bom ficar atento.

As estatísticas mostram um crescimento no número de casos nos últimos anos.

Portanto, se houver alguma anormalidade nos testículos e durar por muito tempo, não hesite em consultar um médico.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

DEIXE SEU COMENTÁRIO