- PUBLICIDADE -

Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Câncer de mama: 6 coisas que você deve fazer para evitar a doença

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Mulheres com mais de 50 anos são as mais afetadas pelo câncer de mama.  Já nos homens,  a maioria dos casos ocorre entre aqueles que têm 60 e 70 anos.

Nódulo na mama, dor no peito, mudanças no tamanho, sensação ou forma de uma mama ou vazamento de fluido de mamilo são os principais sintomas do câncer de mama

Esse tipo de câncer tem origem no tecido mamário.

Funciona assim: as células do seu corpo se reproduzem regularmente para substituir as células que estão morrendo.

O câncer acontece quando essas células se reproduzem em um ritmo mais rápido do que deveriam, causando tumores. 

As células cancerosas às vezes se desprendem do local primário do câncer e se instalam em outras partes do corpo.

Nesse momento elas começam a se dividir e se replicar. 

Isso é chamado de câncer secundário e o processo é conhecido como metástase.

Apesar de o câncer de mama ser muito mais comum nas mulheres, ele também pode atingir os homens (1% do total de casos da doença), segundo o Instituto Nacional de Câncer – INCA.

De acordo com o INCA, a estimativa para novos casos de câncer por ano no Brasil é de 66.280.

SIGA O CANAL DO CURA PELA NATUREZA NO TELEGRAM

Mulheres com mais de 50 anos são as mais afetadas pela doença.  Já nos homens,  a maioria dos cânceres de mama ocorre entre aqueles que têm 60 e 70 anos.

Os principais fatores de risco para o desenvolvimento de câncer de mama são:

  • Idade
  • Uma história pessoal de câncer de mama ou doença benigna (não cancerosa) da mama
  • Risco herdado de câncer de mama por meio da genética e da história familiar
  • Seios densos
  • Exposição do tecido mamário ao estrogênio produzido no corpo
  • Terapia hormonal para sintomas da menopausa
  • Radioterapia para a mama ou tórax
  • Obesidade
  • Beber álcool
  • Fumar

É possível diminuir os riscos de câncer de mama: mudar seu  estilo de vida ou hábitos alimentares, evitar coisas que podem causar câncer e optar pela cirurgia redutora de risco são algumas alternativas.

Confira a lista que fizemos para você com as melhores maneiras para diminuir as chances de ter câncer de mama. 

Mudança de estilo de vida ou hábitos alimentares

Mantenha um estilo de vida saudável e bons hábitos alimentares. 

Isso pode minimizar o risco de desenvolver câncer de mama. 

Mantenha um peso saudável

Há muitas relações entre câncer de mama e obesidade.

Por isso, fique de olho na balança e controle seu peso.   

Perder peso pode ajudar a minimizar o risco. 

Manter uma alimentação saudável também pode ser um fator protetor contra o câncer.

Pare de fumar

Fumar pode aumentar o risco de câncer de mama (e de muitos outros tipos de câncer). 

Os venenos usados ​​na fabricação de cigarros são liberados quando fumados e podem causar a criação de tumores.

Faça exercícios regularmente

A atividade física regular faz bem para a saúde em geral. 

Pessoas que praticam exercício físico regularmente têm uma probabilidade menor de desenvolver uma variedade de cânceres em comparação com as pessoas que praticam níveis mais baixos de atividade física.

Evite o consumo de álcool

Mais de 100 estudos demonstraram um risco aumentado de câncer de mama com o aumento do consumo de álcool. 

Quanto menos álcool você bebe, menor é o risco de câncer ou de qualquer tipo, incluindo câncer de mama.

Evite produtos cancerígenos

Fique longe daqueles produtos que são sabidamente cancerígenos, como carnes embutidas, excesso de açúcar e fast food.

Essa é uma ótima maneira de diminuir o risco de desenvolver câncer de mama. 

Mais Lidas