PUBLICIDADE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Borra de café nas plantas: veja a maneira correta de usá-la como fertilizante

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Esta substância orgânica é rica em nutrientes, podendo ser usada como adubo, porém com moderação.

Você sabia que a borra de café funciona como um excelente adubo para as plantas e também como defensivo?

Pois é!

Essa substância orgânica é rica em nutrientes e, por isso, exerce função de fertilizante.

A borra de café fornece nitrogênio, nutriente essencial e um dos mais importantes para o desenvolvimento das plantas.

Ao ser colocada na terra, as minhocas são atraídas, pois elas adoram esse produto.

Esses bichinhos ajudam a deixar o solo bem “fofinho” e adubado, contribuindo para que as plantas cresçam saudáveis e cheias de nutrientes.

Nesse caso, se forem verduras e legumes, melhor ainda, pois elas irão se desenvolver e repassar todas as vitaminas e nutrientes ao nosso organismo.

Um estudo apresentado à Escola Superior Agrária de Bragança avaliou as potencialidades do uso da borra de café como fertilizante agrícola.

Verificou-se que a aplicação dela na plantação de alface favoreceu significativamente a produção de biomassa foliar e de crescimento em altura das plantas.

Outro benefício da borra de café é que ajuda a diminuir a presença de larvas, caracóis, lesmas e outros microrganismos indesejados.

Entretanto, saiba que não é aconselhável colocá-la diretamente no solo.

Isso porque o café contém muitas substâncias que não são benéficas, como a cafeína.

Essa substância pode impossibilitar a absorção de água e nutrientes, atrapalhando assim a germinação das sementes e o desenvolvimento das plantas.

Além disso, o processo de decomposição da borra consome nitrogênio, tirando a sua função de fertilizante.

Outro problema é que, por ser muito fino, o pó de café se compacta facilmente.  

Portanto, ao colocar a borra diretamente sobre o solo, ela irá endurecer e atrapalhar a penetração da água e a circulação de ar na terra.

Mas, desde que empregada de forma adequada e com cautela, pode ser utilizada nas plantas sem nenhum problema.

Como usar a borra de café nas plantas

A maneira correta para usar a borra de café como adubo é fazer uma mistura com a compostagem. 

Portanto, misture 20% da borra com cascas de frutas, resto de alimentos secos e tudo o que for orgânico, porém que não prejudique o meio ambiente.

Depois de misturar, espere secar, triture e misture no solo ao redor das plantas já crescidas.

Se for plantar sementes ou mudas, deixe o adubo curtir na terra no mínimo dois meses antes do plantio.

Sugestão

Se você tem uma composteira em sua casa, pode adicionar a borra de café junto com os resíduos orgânicos.

Ela é rica em carbono, o que ajuda a reduzir o mau cheiro gerado pela fermentação dos resíduos e também contribui para arejar a composteira.

A borra de café como adubo é apenas uma das inúmeras formas de reaproveitar esse lixo orgânico que todos os dias é jogado fora. 

Afinal, aqui no Cura pela Natureza já mostramos diversos outros usos para a borra de café, vale a pena conferir.

Você também pode gostar de aprender a fazer esse adubo NPK caseiro com borra de café para qualquer tipo de planta.

Mais Lidas