Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Biomassa de banana verde

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
A biomassa de banana é considerada um alimento de baixo índice glicêmico, ou seja, sua digestão e absorção são mais lentas, e assim a quantidade de glicose liberada no sangue ocorre gradativamente, mantendo os níveis de glicose no sangue controlados e reduzindo a necessidade de liberação de insulina para que esta glicose entre na célula, contribuindo então para a prevenção do desenvolvimento de diabetes e acúmulo de gordura corporal, devido ao aumento da saciedade promovido pelo amido resistente presente na biomassa.
Estudos indicam que o consumo de amido resistente também auxilia na diminuição do colesterol, pela redução de sua produção pelo fígado e pelo aumento da sua eliminação pelos ácidos biliares.

Dessa forma, a banana verde pode também ter uma importante função na prevenção do desenvolvimento de doenças do coração.
Benefícios: manter a integridade da mucosa do intestino, que é responsável pela absorção adequada dos nutrientes e pela barreira da entrada de substâncias maléficas. 

Por isso, o consumo de banana verde auxilia no trânsito intestinal adequado, atuando na prevenção e tratamento de quadros como diarreia e constipação, além de prevenir o desenvolvimento de doenças como o câncer de intestino.
Receita de biomassa de banana

1. Lave as bananas verdes com casca, uma a uma, utilizando esponja com água e sabão e enxágue bem.

2. Em uma panela de pressão com água fervente (para criar choque térmico), cozinhe as bananas verdes com casca, cobertas com água por 20 minutos.

3. Desligue o fogo após os primeiros 8 minutos e deixe que a pressão continue cozinhando as bananas.

4. Espere o vapor escapar naturalmente. Não force o processo abrindo a panela debaixo da torneira, por exemplo.

5. Ao término do cozimento, mantenha as bananas na água quente da panela.

6. Vá aos poucos tirando a casca da polpa, que deve ser passada imediatamente no processador. É importante que a polpa esteja bem quente, para não esfarinhar.

7. Coloque a quantidade desejada da polpa cozida quentíssima no processador.

8. Processe até obter uma pasta bem espessa.

9. Se não for utilizar imediatamente, guarde a polpa em saco plástico.

Essa polpa pode ser guardada por três a quatro meses no congelador, mas necessitará de um reprocessamento.
Use a biomassa de banana verde para confecção de bolos, biscoitos, pizzas, e em sucos, sopas e vitaminas.
Texto adaptado de: VPOnline