Benefícios do fígado bovino: use leite para deixar macio, saboroso e sem cheiro forte

Imagem: Depositphotos

Embora seja pouco apreciado na culinária, o fígado bovino é rico em vitaminas e minerais essenciais para a saúde.

O fígado bovino, no Brasil, não é um alimento muito apreciado, porém, há quem goste e inclua na dieta.

Entre as queixas mais comuns de quem não consome está o sabor e o cheiro forte.

Mas o que muitas pessoas não sabem é que a iguaria é rica em vitaminas e nutrientes essenciais para o organismo.

Por isso, veja a seguir quais são seus benefícios para a saúde e como prepará-lo para que fique menos ácido e sem o cheiro forte.

Benefícios do fígado bovino

O fígado bovino é rico em vitaminas A, do complexo B, C, D, ácido fólico, ferro, riboflavina, selênio, cobre e zinco.

Também é fonte de proteínas e aminoácidos essenciais que não são produzidos pelo corpo, porém, são necessários para o bom funcionamento de vários órgãos.

Abaixo listamos alguns dos motivos para inseri-lo em sua dieta com mais frequência e como prepará-lo para o consumo.

Saúde cardiovascular

O fígado bovino possui a Coenzima Q10, um nutriente essencial que auxilia na reconstrução das células que favorecem a saúde do coração.

Além disso, ajuda a reduzir os níveis de colesterol ruim (LDL) do organismo, prevenindo doenças cardiovasculares.

Também é fonte de niacina, que faz parte do grupo de vitamina B, evitando aterosclerose e diabetes.

Já a vitamina B12, B6 e o folato presentes no alimento reduzem os riscos de ataque cardíaco.

Fonte de energia

O ácido pantotênico, outra vitamina do complexo B, faz com que o fígado bovino contribua na metabolização energética pelo organismo, produzindo energia.

A niacina ajuda a otimizar a regulação sanguínea do açúcar e a atividade da insulina, que converte as proteínas e carboidratos em energia.

Fortalece o sistema imunológico

O alto teor de vitaminas A, C e zinco ajudam a fortalecer o sistema imune e, com isso, evita a invasão de toxinas.

Além disso, com a imunidade alta, reduzimos o risco de contrair gripes, resfriados e outras infecções respiratórias.

Vitaminas e minerais presentes no fígado bovino

Conheça um pouco mais sobre as informações nutricionais do fígado bovino e como as vitaminas e minerais presentes nele agem em prol da sua saúde.

Vitamina A

A vitamina A é anti-inflamatória e, por isso, ajuda a aumentar a imunidade, melhora a saúde da pele e da visão.

Além disso, segundo um estudo austríaco realizado pela Universidade Médica de Viena  estudo, essa vitamina auxilia na queima de gordura.

Vitamina B2

A vitamina B2 estimula a produção sanguínea, mantém o metabolismo, tem atividade antioxidante e previne doenças.

Vitamina B5

A vitamina B5 ajuda na produção de colesterol bom (HDL), hormônios e hemácias.

Também favorece a saúde da pele e contribui no alívio do estresse e ansiedade.

Vitamina B6

A vitamina B6 auxilia na conversão de macronutrientes em energia também atua na prevenção de doenças.

Também ajuda na produção de serotonina, considerado o hormônio da felicidade, além de ser essencial para a saúde cardiovascular.

Vitamina B9

Também conhecida como ácido fólico ou folato, a vitamina B9 é essencial para a multiplicação celular e proteínas.

Também ajuda a renovar os glóbulos vermelhos no sangue, prevenindo, assim, a anemia.

Além disso, previne doenças cardiovasculares, atua no sistema nervoso, melhora a saúde da pele, cabelos e unhas.

Vitamina B12

A vitamina B12 atua no sistema nervoso, na reparação do nosso DNA, na produção de hemácias e ajuda a prevenir a depressão.

Vitamina C

Também chamada de ácido ascórbico, a vitamina C é fundamental para fortalecer os sistemas de defesa.

Vitamina D

A vitamina D melhora a saúde óssea, o sistema imunológico e ajuda a reduzir a inflamação nas juntas.

Cobre

O cobre auxilia no transporte de ferro para o organismo, fortalece o sistema imunológico e melhora a saúde cerebral. 

Ferro

O ferro é essencial para a saúde e, caso haja a deficiência desse mineral no organismo, podemos sofrer com anemia, fadiga e arritmia cardíaca.

Selênio

O selênio é um mineral essencial para a saúde, pois ajuda a reforçar o sistema imunológico e a fortalecer os ossos.

Zinco

O zinco ajuda na síntese de proteínas e DNA, fortalece o sistema imunológico e na divisão celular.

Como escolher o melhor fígado na hora da compra

Evite comprar o produto congelado, pois ao descongelar o alimento perde algumas propriedades nutricionais, além de alterar o sabor.

Além disso, após o açougueiro cortar e embalar, pressione o alimento com o dedo.

Se o formato do dedo permanecer por um bom tempo no fígado, significa que está fresco e macio.

Agora, se você sentir que o produto está duro e/ou rígido, evite a compra, pois não está bom para o consumo.

A cor também é um fator importante, pois um fígado saudável e próprio para o consumo deve estar avermelhado, brilhante e com a superfície bem lisinha.

Modo de preparo do fígado bovino

Corte o fígado em bifes bem finos e faça o seguinte truque para deixá-lo mais saboroso, macio e sem cheiro.

Antes de temperar, coloque em um recipiente e adicione oito colheres (sopa) de leite.

Em seguida, tempere a gosto, com os temperos da sua preferência.

Depois deixe na geladeira marinando entre 30 minutos a uma hora.

Escorra o excesso de leite e frite os bifes normalmente, seja à milanesa ou acebolado.

Contraindicações

Apesar de ser benéfico para a saúde, o fígado bovino deve ser evitado por quem sofre de gota, pois o alimento aumenta o ácido úrico.

Também é importante ressaltar que cada organismo é único e reage de maneira diferente.

Por isso, qualquer alteração após o consumo, procure um médico imediatamente.

Por fim, procure um nutricionista para saber a quantidade adequada de fígado que você deve consumir.

Portanto, a partir de hoje, adicione essa proteína ao seu cardápio para fortalecer sua saúde.