Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Benefícios do azeite extravirgem de oliva

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
O azeite extravirgem de oliva contém alta concentração de vitamina E e de compostos fenólicos, o que o torna muito importante para a saúde.

Vinte mililitros de azeite extravirgem suprem 20% das necessidades diárias de vitamina E, uma vitamina antioxidante, que combate os famosos radicais livres (moléculas resultantes da nossa respiração e metabolismo, que circulam pelo sangue causando doenças do coração, câncer e envelhecimento precoce).




A composição em ácidos graxos do azeite de oliva varia muito dependendo do tipo de cultivo, das condições climáticas locais e de outra série de fatores.


A maior parte dos ácidos graxos presentes no azeite de oliva são os insaturados; destes, de 56% a 83% são ácidos graxos do tipo oléico. Tal característica faz o azeite de oliva ser único, pois nenhum outro óleo vegetal apresenta tanto conteúdo de monoinsaturados.Os ácidos graxos monoinsaturados são amigos do coração, aumentando o HDL (“bom colesterol”) e baixando o LDL (“mau colesterol”), ajudando a diminuir os riscos de infartos e derrames cerebrais.


Contudo, é importante salientar que se deve ter uma alimentação variada e colorida, rica em vegetais, frutas, alimentos integrais (pães, bolachas, massas…), além de alimentos ricos em fibra, como aveia, granola, semente de linhaça e semente de girassol.


Também se faz necessário lembrar que, para aproveitar todo o potencial do azeite, deve-se consumi-lo cru, adicionando-o aos alimentos na hora de servir.




Fonte de consulta:
http://www.vinhosweb.com.br/dica.php?num=15