Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Benefícios da manjerona: descubra como aproveitar essa erva

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

A manjerona é uma erva aromática rica em nutrientes e possui várias propriedades medicinais.

A manjerona (Origanum majorana) é uma erva de sabor suave, “parente” do orégano comum.

Possui várias propriedades medicinais e é rica em nutrientes.

Ela tem ação anti-inflamatória, digestiva, antimicrobiana, expectorante, antiespasmódica, cicatrizante, mucolítica e antioxidante.

Diante desses benefícios, a manjerona possui diversas utilidades, inclusive na culinária.

Venha saber mais sobre essa erva aromática.

Alivia os sintomas da gripe

Devido às suas propriedades anti-inflamatórias, bactericidas, expectorantes e sedativas, a infusão de manjerona proporciona alívio nos sintomas da gripe.

O efeito expectorante da manjerona também ajuda a eliminar o muco acumulado nas vias respiratórias.

Para se beneficiar dessa erva contra esses sintomas, faça um chá forte de manjerona e inale o vapor por 20 minutos.

Além disso, caso esteja com a garganta inflamada, faça gargarejos com a infusão.

Melhora saúde do coração

Por ser uma boa fonte de antioxidantes, a manjerona ajuda na saúde cardiovascular.

Ela auxilia no relaxamento e alargamento dos vasos sanguíneos, reduzindo a pressão arterial.

Além disso, por conter ácidos graxos do tipo ômega 3, a manjerona ajuda a regular os níveis do colesterol no sangue.

Com isso, previne o desenvolvimento de doenças como a aterosclerose, provocada pelo acúmulo de gordura nas veias e artérias.

Auxilia no tratamento do diabetes

Segundo estudo da Universidade de Illinois em Urbana-Champaign, Estados Unidos, a manjerona ajuda a controlar a diabetes tipo 2.

Isso porque a erva possui enzimas que aumentam a tolerância à insulina.

Desse modo, a adição de manjerona na dieta dos diabéticos pode equilibrar os níveis de açúcar no sangue.

Combate a constipação

A manjerona é uma erva excelente para pessoas que sofrem de constipação (prisão de ventre).

Ela favorece a produção de suco gástrico, combatendo o inchaço estomacal e facilitando o bom funcionamento do intestino.

Além disso, devido à ação carminativa, evita o acúmulo de gases.

Para obter este benefício, aconselha-se tomar o chá de manjerona logo após as refeições, duas ou três vezes ao dia.

Ajuda no tratamento de úlceras gástricas

Segundo estudo da Universidade King Saud, da Arábia Saudita, a manjerona pode auxiliar na prevenção e tratamento de úlceras gástricas.

Além disso, ela ajuda a promover o reabastecimento do muco nas paredes gástricas.

Isso é muito importante, pois a ausência de muco pode corroer o revestimento interno do estômago, o que favorece a formação de úlceras.

Além disso, os pesquisadores descobriram a presença de antioxidantes benéficos para a saúde em geral.

Possui ação diurética

A manjerona possui ação diurética, o que evita a retenção de líquidos.

Com uma maior eliminação de urina, aumenta-se também a eliminação dos sais biliares, ácido úrico, sódio e outros minerais.

Esse efeito diurético ajuda a prevenir cálculos biliares e reduz a retenção de fluidos.

Tem efeito calmante

A manjerona possui efeito calmante, combatendo o estresse e aliviando a ansiedade.

Por isso, é recomendada no tratamento de distúrbios de humor e seus sintomas.

Além disso, se você sofre com insônia, tome uma xícara de chá de manjerona antes de dormir.

Esse chá vai agir como calmante no sistema nervoso, promovendo o relaxamento.

Reforça a saúde da mulher

A manjerona é uma erva emenagoga, que regula o ciclo menstrual e restaura o equilíbrio hormonal.

Para as mulheres lactantes, esta erva possui propriedades que aumentam a produção de leite.

De acordo com estudo da Universidade da Jordânia, o chá de manjerona apresenta efeitos benéficos no perfil hormonal de mulheres com síndrome do ovário policístico.

Os pesquisadores constataram que a infusão melhorou a sensibilidade à insulina e reduziu os níveis de andrógenos adrenais.

Isso melhora o perfil hormonal e auxilia no tratamento da doença.

Melhora saúde da pele e do cabelo

Devido aos compostos antioxidantes da manjerona, seu óleo essencial protege a pele contra a ação dos radicais livres.

Com isso, previne o surgimento de marcas e rugas na pele.

Além disso, seu efeito antimicrobiano e anti-inflamatório, auxilia no tratamento contra acne, eczema e psoríase.

Já no cabelo, o óleo de manjerona, devido às propriedades antifúngicas reduz a caspa.

Ele também nutre o couro cabeludo e deixa os cabelos saudáveis e cheirosos.

Como consumir a manjerona

Uma das formas mais comuns de usar a manjerona é na forma de chá.

Porém, por ser uma erva aromática e com sabor delicado, ela também é ideal para valorizar preparações culinárias.

É um excelente condimento para temperar carne vermelha, aves, peixe, sopas, molhos, ovos, recheios, pães, sanduíches, queijos vegetais, pratos gourmet e saladas.

Veja a seguir como preparar o chá desta planta.

Ingredientes:

  • 2 colheres (sopa) de manjerona
  • 1 litro de água

Observação: Além de ser cultivada em casa, no quintal ou em vasos, a manjerona pode ser encontrada fresca ou seca nos supermercados e lojas de produtos naturais.

Modo de preparo:

Coloque a água para ferver em uma panela.

Assim que levantar fervura, adicione a manjerona, desligue o fogo, tampe a panela e deixe em infusão até o chá ficar razoavelmente morno.

Coe, adoce com mel caso queira, e está ponto para tomar.

Para poder aproveitar os benefícios da manjerona, consuma este chá de duas a três vezes por dia.

Contraindicações:

O chá de manjerona não deve ser consumido em excesso, pois pode causar dores de cabeça.

Além disso, gestantes e meninas menores de 12 anos devem evitar o consumo.

Isso porque a manjerona pode provocar alterações hormonais, influenciando na gestação e formação do bebê e na puberdade da menina.

Já o óleo essencial, quando usado em pele muito sensível, pode provocar reações alérgicas e dermatite.

Lembre-se de que tudo que é consumido em excesso faz mal.

Por isso, em caso de qualquer reação que venha ter após o consumo da manjerona, suspenda o uso imediatamente e procure um médico.