Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram

Asma e problemas respiratórios? O remédio é vitamina D, ou melhor, é sol!

Pesquisa realizada na Costa Rica revelou haver ligação entre a deficiência de vitamina D e a severidade da asma e dos sintomas respiratórios em crianças.

O estudo monitorou mais de 600 crianças que vivem numa região com altos índices de problemas respiratórios.

Essas crianças tiveram amostras de sangue retiradas para dosagem de marcadores de resposta inflamatória e níveis de vitamina D, além de testes de função respiratória.

As que tinham menos vitamina D no sangue apresentavam maior reatividade dos brônquios e os marcadores de alergia estavam elevados, inclusive a sensibilidade à poeira.

Além disso, elas tinham um histórico maior de internações hospitalares no ano anterior e um uso maior de corticoides inalados para controlar as crises, que foram mais frequentes do que as outras.

Esse fato confirma uma ligação entre os níveis de vitamina D e a reação inflamatória da asma.

O problema consiste em saber como prevenir a falta dessa vitamina nas pessoas.

A vitamina D, diferentemente de outras vitaminas, não é ingerida, e sim produzida no corpo.

Para que esse fenômeno aconteça, vários fatores devem ser levados em conta.

A ingestão de vitamina através de alimentos reforçados e de fontes naturais traz uma pequena parte da quantidade necessária.

A exposição à luz solar é o fator importante nesse processo.

Como as crianças estão se expondo menos ao sol, seja por causa de atividades dentro de casa ou mesmo pela proteção contra os raios solares, a absorção de vitamina D se torna cada vez mais difícil.

Por isso é necessário uma maior exposição à luz solar, sempre que possível, garantindo a produção pelo corpo da importantíssima vitamina D.

Esse comportamento trará um ganho na saúde e na imunidade não só dos pequeninos, mas também de todos os que o cultivarem.

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

DEIXE SEU COMENTÁRIO

VEJA TAMBÉM