- PUBLICIDADE -

Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Andropausa: tudo o que um homem precisa saber sobre a menopausa masculina

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Confira dicas naturais para passar bem pela a andropausa, a “menopausa masculina”. Alimentação, exercícios físicos e lazer são algumas das orientações.

Também conhecida popularmente como a menopausa masculina, a andropausa pode começar a partir dos 40 anos.

No entanto, na maioria dos homens esse processo se dá a partir dos 50 e vai até os 60 anos.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, a andropausa acarreta uma série de sintomas desconfortáveis, embora sejam mais amenos que os da menopausa.

A androprausa se inicia com a queda da produção de testosterona.

Esse hormônio é o principal responsável pelo desejo e vigor sexual dos homens.

Por exemplo, essa fase da vida masculina pode ser acompanhada por:

  • Redução da libido
  • Depressão
  • Ansiedade
  • Falta de animo

Além disso, pode haver tendência a ganho de peso, perda de massa magra e de cálcio nos ossos (osteoporose).

A queda de testosterona na andropausa aumenta o risco de problemas cardíacos e vasculares.

No entanto, é possível o homem passar por esse período da vida com menos incômodos, riscos e mais qualidade de vida.

E o melhor de tudo: de forma natural.

Confira a seguir sugestões e orientações valiosas para os homens enfrentarem a “menopausa masculina” com saúde e tranqilidade.

Dicas naturais para aliviar os sintomas da andropausa

Exercícios físicos

A prática regular de exercícios físicos contribui muito para manter ossos fortalecidos e evitar a perda de músculos.

Além disso, as atividades físicas liberam endorfina.

Essa substancia é responsável por regular o humor – evitando depressão, falta de animo e ansiedade.

O recomendado é praticar exercícios físicos pelo menos três vezes na semana.

Mas sempre se indica consultar um profissional para definir uma rotina adequada e saudável de exercícios.

Dieta saudável

Uma alimentação saudável é fundamental para passar por esse período com mais qualidade de vida e saúde.

E isso não é difícil.

A alimentação rica em proteínas e fibras e pobres em gorduras é a ideal.

Por exemplo, capriche no consumo de frutas, verduras, legumes, grãos.

Além disso, carnes sem abusar das gorduras.

Novamente, é sempre bom consultar um profissional para uma dieta equilibrada nessa fase da vida masculina.

Minerais

Minerais são importantes tanto quanto uma dieta saudável, sabia.

Isso porque eles minimizam riscos e são fontes de muitas necessidades que o homem tem na andropausa.

Por exemplo, o zinco ajuda muito a equilibrar os níveis dos hormônios. J

Já o magnésio evita problemas cardiovasculares.

Assim, é possível consumir alimentos que são fontes dessas e outras vitaminas.

O zinco é encontrado na carne bovina magra, peito de peru, semente de abóbora, amêndoas, castanha-do-pará, carne de frango e nas ostras (a maior fonte).

Boas fontes de magnésio são queijo branco, aveia, frutos do mar, bife de fígado, avelã.

Essas e outras vitaminas também podem ser consumidas em cápsulas.

Porém, neste caso, com indicação profissional, certo?

Ginkgo biloba

Eis uma boa opção também para a andropausa.

Essa erva é conhecida por estimular a circulação sanguinea.

Também ajuda na prevenção da disfunção erétil, ou seja, da impotência sexual.

Mas tenha cuidado: o ginko biloba é um estimulantes.

Assim, é preferível obter autorização de um profissional para o uso.

Sinal vermelho para o excesso de álcool

O excesso de bebida alcoólica tende a reduzir ainda mais os níveis de testosterona.

Dessa forma, é recomendado evitar excessos e até o consumo, sempre que possível.

Além disso, vale ressaltar que o álcool contribui para o aumento de peso, problemas cardíacos, diabetes, entre outros.

Busque ajuda, se precisar

A saúde mental nunca foi não valorizada.

E, realmente, é importante prezar pelo bem-estar emocional – sobretudo, na fase da andropausa.

Divertir-se e apostar no autoconhecimento são formas muito eficazes de manter uma boa saúde mental e passar bem por essa fase da vida.

Porém, se considerar necessário, busque apoio e ajuda com profissionais da área.

Lazer na andropausa é fundamental!

Não deixe de lado o lazer.

Além de exercícios físicos e apoio,dedique-se a um hobby, por exemplo.

Além disso, a saúde integral é favorecida por aprender coisas novas, conhecer novos lugares, viajar.

Enfim, dedicar um tempo para realizar coisas que dão prazer.

Assim, evita-se a depressão e a ansiedade – dois sintomas comuns em homens que passam pela andropausa.

Dicas extras naturais extras para a “menopausa masculina”

Além dessas orientações fundamentais para quem está na andropausa, observe estas dicas:

  • Compareça a consultas médicas, pelo menos, uma vez por ano. O acompanhamento profissional é importante para detectar sintomas, fazer exames e prevenções de males advindos da “menopausa masculina”.
  • É sempre importante se hidratar. O homem deve consumir, pelo menos, dois litros de água ao dia. Sucos naturais sem adição de açúcar e chás são bem-vindos também.
  • Evite o tabagismo. Fumar não faz nada bem para ninguém. No entanto, para quem está na andropausa, o tabaco pode ser ainda pior, pois favorece problemas cardíacos e vasculares.
  • Em caso de ressecamento de pele e cabelos, seja cuidadoso e vaidoso. Homens devem cuidar dos fios e da cútis também, sempre limpando e hidratante. Usar produtos naturais para isso é ainda melhor!
  • A calvície pode ficar acentuada na andropausa. Assim, se a queda de cabelos incomodar muito, é indicado buscar ajuda de profissional, como o dermatologista.
  • Nunca tome hormônios por conta própria. Alguns estudos indicam a reposição hormonal. No entanto, isso pode ser muito perigoso. Hormônios só devem ser consumidos com supervisão médica. E nem sempre eles são necessários para aliviar e tratar incômodos e sintomas da menopausa.

Mais Lidas