Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram

Amamentar reduz risco de câncer de mama

Um estudo conduzido por pesquisadores da World Cancer Research Fund revelou que amamentar por pelo menos um ano reduz os riscos de desenvolver câncer de mama em 4,8%. Os 12 meses de amamentação não precisam ser contínuos – amamentar dois bebês durante seis meses, por exemplo, teria o mesmo efeito na saúde das mães.

“Reduzir o risco em 5% pode não parecer muito, mas, quanto mais tempo uma mulher amamentar, mais irá reduzir esse risco”, disse Rachel Thompson, que coordenou o estudo.

Fonte de pesquisa:http://www.bbc.co.uk/portuguese/reporterbbc/story/2008/09/080929_amamentarcancer_np.shtml

Segundo os pesquisadores, a amamentação diminui os níveis de alguns hormônios relacionados ao câncer no sangue das mães. Além disso, depois do período de aleitamento, o corpo elimina as células que podem ter o DNA danificado nas mamas, o que também contribui para a diminuição do risco de desenvolver a doença.



O estudo ressalta ainda que os efeitos da amamentação não ocorrem apenas no corpo da mãe, mas se estendem para a saúde dos bebês, pois crianças que foram amamentadas são menos propensas a consumir muitas calorias ou proteínas em excesso e se tornar obesas.

O excesso de gordura no corpo aumenta o risco de pelo menos seis tipos de câncer – nos rins, pancreático, no esôfago, de mama no período pós-menopausa, endometrial e nos intestinos.

Pesquisas anteriores já haviam demonstrado que amamentar pode diminuir os riscos de desenvolver outros problemas de saúde nas mães, como artrite e diabete.

Segundo Rachel Thompson, como as provas de que amamentar reduz os riscos de desenvolver câncer de mama são tão convincentes, os pesquisadores recomendam que as mulheres amamentem os filhos durante seis meses e depois continuem com uma dieta complementar.

Fonte de pesquisa:http://www.bbc.co.uk/portuguese/reporterbbc/story/2008/09/080929_amamentarcancer_np.shtml

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

DEIXE SEU COMENTÁRIO

VEJA TAMBÉM