Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Alguma vez você já sentiu câimbra na hora de dormir? Por que isso ocorre e como resolver

As câimbras costumam aparecer depois de um esforço físico intenso, quando  o corpo não pode absorver o oxigênio necessário para que se produza a oxidação da glicose e há uma acumulação excessiva de ácido lático.

A falta de minerais como magnésio e potássio é outra causa: o excesso de transpiração leva à eliminação desses minerais/eletrólitos, causando câimbras.

Outras causas de câimbras:

– diabetes.

– exposição ao frio excessivo

– problemas de circulação

– hipotireoidismo

– postura errada

– anemia

– estresse

Como evitar câimbras

Manter-se hidratado antes, durante e após o exercício físico.

Se as câimbras foram causadas ​​por falta de eletrólitos, você deve comer alimentos ricos em magnésio, sódio, cálcio e potássio; frutas e legumes como aipo, agrião, cenoura, banana e tomate; frutas  cítricas, que contêm vitamina C, que ajuda a melhorar a circulação.

Exercícios de alongamento ajudam a melhorar a comunicação entre os receptores sensoriais e cerebrais.

Sucos naturais para câimbras

1. Lave 3 talos de aipo (salsão) e coloque no liquidificador com um pouco de água.

Misture e bata.

Em seguida, esprema uma laranja e misture com o suco de aipo.

Beba um copo por dia.

2. Lave, descasque e extraia o suco de 1 tomate.

Em seguida, coloque em fôrmas de gelo e leve ao congelador.

Depois, Lave, descasque e extraia o de suco de 1 pepino 1 com 2 talos de aipo.

Coe e sirva, adicionando os cubos de gelo de tomate e decorando com um raminho de salsa.

Beba um copo diariamente de manhã.

3. Ferva duas colheres de sopa de gengibre em um copo de água durante 10 minutos.

Deixe esfriar e beba um copo antes de dormir.

Hipertenso não devem consumir este chá, a não ser sob autorização médica.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

DEIXE SEU COMENTÁRIO