terça-feira, 26 outubro 2021
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

9 alimentos que você deve comer mais depois de completar 40 anos

Se você tem mais de 40 anos, coma esses nove alimentos e evite o acúmulo de gordura no organismo. 

É muito comum que jovens não se preocupem adequadamente com a prevenção de doenças, como câncer ou problemas cardiovasculares, por exemplo. 

Mas saiba que, depois dos 40 anos, o risco para todo tipo de complicações de saúde aumenta. 

O câncer é a principal causa de morte em mulheres na faixa dos 40 e 50 anos, seguido por doenças cardíacas, diabetes e derrame.

No Brasil, a previsão é de 625 mil novos casos de câncer a cada ano do triênio 2020-2022, segundo o Instituto Nacional de Câncer – Inca

Problemas de saúde como lúpus, doença de Crohn, doença celíaca ou vários tipos de esclerose também são mais comuns depois dos 40 anos. 

A culpa é do metabolismo lento e das mudanças hormonais, que causam alguns riscos à saúde.

Mas saiba que existem nove alimentos que, se adicionados à sua dieta, podem ajudar a evitar uma série de doenças comuns depois dos 40 anos. 

Vamos a eles:

Lentilha

As lentilhas são ricas em fibras e são melhores ainda para a saúde quando misturadas com ervilhas.

As leguminosas reduzem o risco de doenças isquêmicas e câncer colorretal, controlam a hipertensão e promovem a perda de peso. 

Abóbora

Pesquisa publicada no ‘The Journal National Cancer Institute’ garante que a abóbora tem propriedades altamente anti-inflamatórias. 

O betacaroteno, presente na abóbora, pode ser transformado em vitamina A no corpo, que é vital para regular e equilibrar nosso sistema imunológico.

Além disso, as sementes de abóbora são uma fonte maravilhosa de triptofano, que estimula a produção de serotonina, o famoso neurotransmissor do bem-estar e da serenidade. 

Sessenta gramas de sementes de abóbora (cruas ou levemente aquecidas) fornecem a quantidade diária recomendada de magnésio que nosso corpo necessita. 

O magnésio é fundamental para fortalecer o sistema imunológico e a densidade dos nossos ossos.

Tomate

Os antioxidantes do tomate, principalmente o licopeno, reduzem em 25% o risco de desenvolver tumores de próstata. 

O licopeno também retarda o envelhecimento da pele e neutraliza os efeitos nocivos dos raios ultravioleta. 

A melancia também é boa fonte de licopeno.

Abacate

Sabemos que as gorduras saudáveis ​​são uma das melhores maneiras de controlar o apetite.

O abacate, rico em ácido oleico, é um ótimo exemplo de gordura boa que provoca a sensação de saciedade. 

E mais: suas propriedades combatem o colesterol ruim (LDL), é o que revela um estudo da Universidade Estadual da Pensilvânia publicado no Journal of the American Heart Association.

O abacate também faz bem à pele e ao cabelo: aprenda a fazer máscara de abacate com cenouras: excelente para uma pele sem rugas.

Nozes

As nozes facilitam a dilatação das artérias e o fluxo sanguíneo. 

O consumo de nozes também reduz o colesterol e ajuda na prevenção do risco cardiovascular, pois contêm uma grande quantidade de ácidos graxos ômega-3. 

São ainda uma importante fonte de ferro, importante aliado dos processos cognitivos e na formação dos glóbulos vermelhos.

Azeite de oliva extravirgem 

Além de dar um sabor especial aos alimentos, o azeite de oliva extravirgem pode fazer maravilhas pela sua saúde. 

Prova disso é que as populações em que consome mais azeite de oliva, principalmente no sul da Europa, vivem mais e sofrem menos com doenças cardíacas. 

Há pesquisas que apontam que o azeite é o principal combustível para uma vida mais longa e saudável.

Salmão

O salmão é um peixe rico em ácidos graxos, como o ômega 3, minerais e vitaminas.

Recomenda-se o consumo de salmão uma vez por semana, pois ele aumenta o tempo de coagulação do sangue, o que diminui a incidência de doenças cardiovasculares.

Couve

A couve é cheia de ácido alfalipoico, um antioxidante que ajuda o corpo a converter glicose em energia e mantém os níveis de açúcar no sangue sob controle.

O consumo regular de couve está relacionado a uma diminuição do diabetes, derrame, glaucoma e outras doenças.

Conheça os 13 incríveis benefícios da couve para a sua saúde.

Ameixa

Uma das principais causas da diminuição da saúde intestinal e dos problemas relacionados à má digestão, que provoca inflamações, é a falta de ingestão de fibras.

A ameixa é uma das frutas campeãs em fibras.

Pessoas com problemas digestivos, como prisão de ventre, geralmente sentem uma grande melhora quando comem ameixas.

- PUBLICIDADE -

Veja Também

Redes Sociais

3,436,539FãsCurtir
159,642SeguidoresSeguir
569,817SeguidoresSeguir
522SeguidoresSeguir
3,857SeguidoresSeguir
564,000InscritosInscrever
- PUBLICIDADE -

ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -