Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram

8 sintomas de pré-diabetes que você não deve ignorar

Sintomas pré-diabetes

O pré-diabetes é um aviso que seu corpo está dando e não pode ser ignorado.

Muita gente não conhece o pré-diabetes.

Mas esse é um problema de saúde sério e, por isso, não deve ser ignorado.

No pré-diabetes, o nível de açúcar no sangue de uma pessoa é cronicamente elevado, embora não tão alto a ponto de indicar um diabetes completo.

Vale lembrar que o diabetes é uma doença causada pela falta ou má absorção de insulina, hormônio que promove o aproveitamento da glicose como energia para o nosso corpo.

Assim, o pré-diabetes funciona como um sinal de alerta para sua saúde e prestar atenção aos sintomas pode ser vital.

Quanto mais cedo você reconhecer o problema, mais cedo poderá reverter alguns dos fatores de risco para a doença, como ter excesso de peso, viver um estilo de vida sedentário e consumir muito açúcar. 

Veja aqui lista com sete sintomas de pré-diabetes que você não deve ignorar:

Pressão alta

Pessoas com pressão alta têm um risco maior de pré-diabetes porque a hipertensão força o coração a trabalhar mais para mover o sangue pelo corpo.

Isso, por sua vez, torna mais difícil para o corpo eliminar o excesso de açúcar da corrente sanguínea.

Se você sabe que tem hipertensão, deve levar a sério a prevenção do pré-diabetes.

Visão embaçada

O pré-diabetes e o diabetes podem impactar negativamente a sua visão.

Seus olhos ficam inchados e mudam de forma, impedindo de se concentrar adequadamente.

Problemas de pele

O pré-diabetes é conhecido por causar manchas escamosas brilhantes ou então manchas escuras e aveludadas na pele, devido ao aumento dos níveis de insulina no sangue.

O pré-diabetes também começa a comprometer a circulação sanguínea, o que pode causar coceira em suas extremidades, especialmente nas pernas.

Diabéticos avançados têm risco de perder um pé, por exemplo, devido à circulação severamente comprometida.

Por isso, você deve agir rápido se suspeitar que seus problemas de pele estão relacionados ao pré-diabetes.

Gota

A gota é uma forma de artrite que faz com que cristais de ácido úrico se desenvolvam dentro do tecido das articulações.

Essa é uma condição muito dolorosa e também pode sinalizar pré-diabetes.

A gota pode afetar mais as pessoas com excesso de peso, e a obesidade também é um fator de risco para o pré-diabetes.

 Aumento inexplicável da fome

Açúcar, ou glicose, é uma fonte de combustível que precisamos para alimentar nossos corpos.

Mas, no pré-diabetes, a insulina produzida pelo pâncreas torna-se incapaz de processar a glicose de forma eficaz.

Isso deixa muito açúcar flutuando ao redor do sangue e, o pior, esse açúcar não pode ser usado para energia.

Como resultado, você pode sentir fome logo após uma refeição, porque seu corpo não obteve o que precisa.

 Fadiga extrema

Da mesma forma que o excesso de açúcar no sangue pode levar à fome, também pode levar ao cansaço.

Quando seu corpo não está recebendo o combustível necessário, apesar de comer refeições completas, você está fadado a se sentir cansado

 O sedentarismo e a dieta pobre são os dois maiores fatores de risco para o pré-diabetes.

Excesso de sede

Aumento da sede, especialmente após uma refeição, pode sinalizar pré-diabetes.

Seu corpo começou a trabalhar muito para eliminar o excesso de glicose da corrente sanguínea, e uma das maneiras de fazer isso é diluindo o sangue e liberando o açúcar não processado pela urina.

Para obter essa água, o seu corpo, muitas vezes, puxa líquido das células, deixando-as desidratadas e você cronicamente com sede.

Zumbido

É outro sintoma bem comum do pré-diabetes.

Zumbidos frequentes podem ser um indício de que seu corpo tem algum problema metabólico.

Fique atento: o pré-diabetes é um sinal de alerta de que algo de errado está acontecendo em seu corpo.

Se você identificar alguns ou todos esses sete sintomas, procure imediatamente seu médico.

Até lá, é bom beber mais água todos os dias e se movimentar mais, como subir e descer as escadas em vez de usar o elevador, sempre que puder.

Corte refrigerantes ou refeições calóricas antes de dormir e coma mais frutas e legumes.

ASSISTA AO VÍDEO ABAIXO

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

DEIXE SEU COMENTÁRIO