PUBLICIDADE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

8 chás diuréticos para evitar o inchaço e a retenção de líquidos

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Os chás diuréticos atuam diretamente na retenção de líquido, melhorando os sintomas do inchaço no corpo.

O inchaço é uma das situações mais incômodas, principalmente entre as mulheres e quando a barriga é a mais afetada.

Por isso, o cuidado com a alimentação é fundamental para evitar esse incômodo.

Porém é possível equilibrar o organismo sem a necessidade de recorrer aos diuréticos industrializados.

Os chás diuréticos naturais aumentam a produção de urina e ajudam o organismo a eliminar o excesso de água e toxinas. 

Esse excesso é conhecido como retenção líquida, podendo causar inchaço na barriga, abdômen, pernas, tornozelos, pés e mãos.

Por isso, confira oito opções de chás naturais com ação diurética e, por isso, são úteis para desinchar o corpo e melhorar a disposição.

Confira sugestões:

Chá de cavalinha

O chá de cavalinha tem ação diurética, ajudando a combater a retenção de líquidos.

Por ser diurético, é benéfico para a saúde dos rins, auxilia no tratamento de problemas urinários, como nefrite, cistite e infecções.

Além disso, ajuda a eliminar as toxinas do corpo, previne o inchaço e o surgimento de celulite.

Ingredientes:

  • 150 ml de água fervente
  • 1 colher (sopa) de folhas de cavalinha
  • Mel para adoçar – opcional

Como fazer:

Coloque as folhas de cavalinha em um recipiente, adicione a água fervente, tampe e deixe em infusão por dez minutos.

Coe, adoce com mel (caso queira) e tome em seguida.

Consuma o chá de cavalinha pelo tempo que se fizer necessário, porém evite o uso contínuo e prolongado.

Chá de cabelo de milho

O cabelo de milho tem propriedades anti-inflamatórias e ação diurética.

Ingredientes:

Por isso, ajuda a prevenir e aliviar a retenção de líquido e o inchaço.

  • 2 colheres (sopa) de cabelo de milho
  • 2 xícaras de água

Modo de preparo:

Coloque a água em uma panela, adicione o cabelo de milho e leve ao fogo até ferver.

Quando levantar fervura desligue o fogo, tampe e deixe em infusão por dez minutos.

Coe e tome morno.

Chá de dente-de-leão

O chá de dente-de-leão auxilia na desintoxicação do organismo e a combater os radicais livres que provocam danos às células.

Além disso,  ajuda a desinchar o corpo, melhora a circulação sanguínea e estimula a diurese.

O Conselho Regional de Farmácia do Estado de São Paulo (CRM-SP) reconhece o dente-de-leão como uma planta com ação diurética e que auxilia no tratamento de distúrbios digestivos. 

Ingredientes:

  • 1 colher (sopa) de raiz ou folhas de dente-de-leão
  • 200 ml de água

Modo de preparo:

Ferva a água, adicione a parte escolhida da planta (raiz ou folhas) e deixe descansar por dez minutos.

Em seguida, coe e tome logo após o preparo.

Este chá pode ser consumido no máximo três vezes ao dia, sempre fazendo uma pausa após sete dias.

Chá de erva-doce

A erva-doce possui propriedades anti-inflamatórias, estimulantes, digestivas e diuréticas, sendo benéfica na prevenção de azia, enjoos, redução dos gases e na digestão.

Ingredientes:

  • 1 xícara de água
  • 1 colher (sopa) de sementes de erva-doce

Preparação:

Ferva a água, adicione a erva-doce e deixe descansar por dez minutos.

Coe e tome em seguida, sem açúcar.

Chá de gengibre e canela

O chá de gengibre com canela tem ação antioxidante, antisséptica e diurética, ajudando a eliminar o excesso de toxinas do fígado.

Além disso, melhora a circulação sanguínea, auxilia na digestão dos alimentos e previne os gases.

Ingredientes:

  • 200 ml de água
  • 1 colher (chá) de gengibre fresco ralado
  • 1 pau de canela

Modo de preparo:

Coloque todos os ingredientes em uma panela e leve ao fogo para ferver por cinco minutos.

Após esse tempo, desligue o fogo, tampe a panela e deixe em infusão por dez minutos.

Coe, e tome sem adoçar entre as refeições, porém evite o consumo após o jantar.

Chá de hibisco

O hibisco é rico em quercetina, uma substância com ação diurética, ou seja, aumenta a produção da urina durante o dia. 

Por isso, seu consumo ajuda a eliminar uma grande quantidade de toxinas e água retida no corpo.

Além disso, o hibisco tem propriedades digestivas, laxante e é termogênico, ajudando a melhorar o metabolismo.

Ingredientes:

  • 1 colher (chá) de pétalas secas de hibisco 
  • 200 ml de água

Como fazer:

Coloque a água em uma panela e leve ao fogo para ferver.

Quando levantar fervura, desligue, adicione as pétalas de hibisco, tampe e abafe por cinco minutos.

Coe e beba em seguida, quente, morno ou gelado, como preferir.

Chá de salsa

O chá de salsa tem excelente ação diurética, ajudando a eliminar o excesso de toxinas, gorduras, sais e água do organismo.

Ele também ajuda a combater a retenção de líquidos, reduzindo inchaços pelo corpo.

Ingredientes

  • 30 g de folhas de salsinha (frescas ou secas)
  • 1 litro de água

Modo de preparo:

Ferva a água, adicione as folhas de salsinha, tampe e deixe em infusão por 15 minutos.

Coe, esprema um limão caso queira e tome em seguida. 

Chá verde

O chá verde é rico em cafeína, uma substância com ação diurética natural, ajudando assim, a eliminar o excesso de líquidos acumulados no organismo.

Ingredientes:

  • 1 colher (sopa) de folhas de chá verde
  • 1 xícara de água fervente

Preparação:

Coloque as folhas de chá verde em um recipiente, adicione a água fervente, tampe e deixe em repouso por cinco minutos.

Depois coe, deixe amornar e tome em seguida.

Recomenda-se tomar três xícaras ao dia. 

Contraindicações dos chás diuréticos

Todos os chás possuem ações e propriedades únicas, de acordo com a composição da planta.

Por isso, aconselha-se pesquisar antecipadamente quais são os efeitos da erva escolhida  e consultar um médico antes de iniciar o consumo.

Além disso, gestantes, lactantes e crianças menores de 12 anos também devem consumir os chás somente com recomendação médica.

Se você tiver alguma reação adversa após o consumo, suspenda o uso imediatamente e procure um médico. 

Fora isso, aproveite o efeito diurético e fique longe dos desconfortos do inchaço. 

Se você fizer um tratamento de forma regrada e segura, alcançará os resultados desejados.

Mais Lidas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a nossa Política de Privacidade.