Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram

7 remédios caseiros para aliviar o herpes rapidamente

Remédio caseiro para herpes

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), estima-se que 3,7 bilhões de pessoas com idade inferior a 50 anos tenham herpes tipo 1, ou seja, praticamente metade da população mundial

Já no caso do herpes tipo 2, estima-se que 417 milhões de pessoas tenham o vírus na corrente sanguínea.

Herpes é uma doença causada por dois tipos de vírus: o varicela zóster (VVZ), que causa catapora (varicela) e também o popularmente conhecido cobreiro (herpes zóster) e os herpes vírus tipo 1 e tipo 2, que causam o chamado herpes simples.

Os tratamentos contra herpes variam entre remédios tópicos e, dependendo do caso, até antibióticos.

Mas, se você não tem à mão nenhum medicamento adequado para herpes e quer tentar uma alternativa mais natural, rápida e eficaz

Veja algumas dicas para aliviar o herpes:

Leite

O leite contém o aminoácido L-lisina, que evita a recorrência do vírus e reduz a duração do herpes comum.

Além disso, bloqueia a arginina – um aminoácido que ajuda o herpes a se espalhar.

A lisina retém o cálcio, que é parte do leite, que, por sua vez, promove uma cura rápida.

Método de uso

  • Umedeça um algodão com leite frio e aplique na área afetada.
  • Deixe secar completamente.
  • Repita o procedimento várias vezes ao dia, a cada 2-3 horas, até sentir alívio.

Precauções de segurança

Não recomendado para indivíduos com intolerância ao leite.

Alcaçuz

A raiz de alcaçuz contém compostos que ajudam a reduzir os sintomas do herpes.

A glicirrizina alivia a inflamação e os flavonóides bloqueiam o crescimento herpes.

Método de uso

  • O alcaçuz é usado interna e externamente.
  • Para preparar, amasse a raiz e misture em um copo de água fervente por duas horas.
  • A tintura resultante é usada até duas vezes ao dia.

Água oxigenada 10 volumes

Este é o antisséptico mais poderoso, que tem a capacidade de limpar a ferida de micróbios patogênicos.

Neutraliza vírus, bactérias, fungos e outros microrganismos.

Método de uso

  • Misture duas colheres (chá) de água oxigenada 10 volumes em 50 ml de água fervida.
  • Na solução resultante, umedeça um cotonete e deixe por cinco minutos, aplicando-o na área da erupção.
  • O procedimento deve ser repetido até três vezes ao dia.

Precauções de segurança

  • Se aplicado indevidamente, você pode obter queimaduras da pele e membranas mucosas.

Alho

Com propriedades antibacterianas e regeneradoras, o alho é usado como um meio de prevenir a recorrência da doença.

Contém várias vitaminas e ácidos que afetam negativamente o vírus.

Método de uso

  • O método mais fácil de usar o alho para o herpes é aplicar uma pasta de alho fresca na área afetada.
  • Para isso, é necessário moer o alho o mais fino possível, colocar a pasta obtida em um pedaço de bandagem estéril e aplicar de 15 a 20 minutos na área inflamada.

Precauções de segurança

  • Ao realizar esta manipulação, deve ocorrer uma leve sensação de queimação.
  • Mas, em caso de dor intensa, deve remover a gaze, lavar a pele com água e passar bastante creme oleoso.

Óleo de hortelã-pimenta

Óleo essencial de hortelã-pimenta tem uma alta propriedade antiviral.

Além disso, alivia espasmos, dilata os vasos sanguíneos, ativa a circulação sanguínea.

Também limita a propagação do herpes e regenera o tecido danificado.

Método de uso

  • O óleo essencial de hortelã-pimenta é aplicado literalmente uma gota diretamente na erupção. Repita a frequência – até três vezes por dia.

Precauções de segurança

  • Antes de aplicar, teste o óleo em outra área da pele.
  • Se houver reação, não use.
  • Não é recomendado o uso para crianças, gestantes e pessoas propensas a reações alérgicas.

Babosa

A babosa tem propriedades antibacterianas e antivirais.

Sua composição inclui várias quantidades de minerais, sais, taninos e oligoelementos, cuja ação antibacteriana se destina à destruição do vírus e à cicatrização de áreas danificadas.

Método de uso

  • Molhe um cotonete com o gel da babosa e aplique na região.
  • Recomenda-se aplicar a cada três horas durante três dias.

Precauções de segurança

  • Antes de usar o gel da babosa, faça um teste de alergia – aplique uma pequena quantidade dele na pele e veja se ocorre alguma reação alérgica.
  • Não pode ser usado por mulheres grávidas, mulheres durante o ciclo menstrual e por pessoas com qualquer forma de sangramento.

Gelo

A ciência já provou que o gelo é um analgésico eficaz.

No momento da aplicação do gelo na área inflamada, os vasos se estreitam e a capacidade de terminações nervosas dos sinais de impulso diminui.

Isso ajuda a reduzir o inchaço, relaxar os músculos e reduzir a dor.

Método de uso

  • Envolva o gelo em uma toalha de papel ou guardanapo e aplique na área danificada por dois ou três minutos.
  • Repita o procedimento a cada duas horas, até o alívio da dor.
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

DEIXE SEU COMENTÁRIO

VEJA TAMBÉM